01 agosto 2011

Parábola do Mês

Quando Benjamim Franklin deixou o salão da independência, logo após o segundo esboço, ele foi parado por uma mulher na rua. A mulher disse: Sr. Franklin, que espécie de governo o senhor nos legou? Franklin disse: Uma república, senhora.

Se puderem mantê-la, a responsabilidade de um país não está nas mãos de uns poucos privilegiados. Nós temos força. Somos livre da tirania na medida em que cada um de nós lembra do seu dever como cidadão. Seja para relatar um buraco no asfalto da sua rua ou mentiras no discurso do Estado da União, denunciem! Façam aquelas perguntas. Exijam a verdade. A democracia não vem sem esforços. Estou aqui para lhe dizer isso. Mas é aqui que moramos. E se fizermos nosso trabalho, é aqui que nossos filhos irão morar. Deus abençoe a América.

* Extraída do filme Jogo do Poder (2010) de Doug Liman, interpretada por Sean Penn. (Disponível em DVD)

Inspirado pela parábola e um e-mail recebido do educador Jorge Portugal, proponho aos leitores passar um e-mail ao senador sergipano Antonio Valadares (antoniocarlosvaladares@senador.gov.br) pedindo que ele dê andamento, como relator, ao projeto de lei que propõe que os detentores de cargo público seja obrigado a matricular seus filhos na rede pública de ensino, afinal a democracia não vem sem esforços!

5 comentários:

blogcineresenhas disse...

Cassiano, assisti a este filme recentemente e gostei muito do resultado. Diria que é uma versão madura e nada histérica de "Zona Verde" e que faz refletir muito sobre um episódio agora não muito recente.

E pode deixar que farei minha parte quanto ao seu pedido.

cinefilapornatureza disse...

Muito bom, Cassiano!!!

Assisti "Jogo do Poder" e gostei bastante do caráter documental do filme, além, claro, das atuações da dupla central.

Thiago Priess Valiati disse...

Parabéns pelo blog! Adorei! Você domina muito bem o assunto!
Se puder dar uma olhada no meu (http://this-is-cult-fiction.blogspot.com/) ficaria muito agradecido! Comecei ele estes dias!
Ah, adicionei o seu na minha lista de blogs!
Abraços!

Rafa disse...

Que legal o seu artigo, esse filme parece ser bem interessante. Vou ate dar uma olhada na programação da HBO e ver se eles vão passar :)

Museu do Cinema disse...

Obrigado pessoal.