30 maio 2011

Código Desconhecido

Escolinha infantil. Alunos surdos-mudos. Brincadeira de mímica. Medo, ninguém acerta.

Code inconnu: Récit incomplet de divers voyages – Michael Haneke – 2000 (Internet)

Com essa informação pouco esclarecedora, mas que se revelará muito preciosa ao final, o cineasta Michael Haneke nos introduz a um Código Desconhecido, narrativa incompleta de várias viagens, do título original francês. França, aliás, que não está ali como um país qualquer onde a película se passa. O país da igualdade, fraternidade e liberdade de 1789 foi escolhido por atualmente representar a capital da xenofobia contra imigrantes africanos e do Leste Europeu.

Código Desconhecido começou a tomar forma quando a atriz Juliette Binoche escreveu a Haneke mostrando interesse por seus filmes. E ela, interpretando a atriz Anne Laurent, mesmo nome da sua personagem em Caché (2005), é o centro do filme que entrelaça várias histórias com personagens em comum. É a melhor interpretação da sua elogiada e fantástica carreira, a foto que ilustra o post já demonstra isso, é uma situação de pânico ao ver seu filho numa situação perigosa.

Com um excelente roteiro nas mãos, escrito pelo próprio cineasta, e uma atriz acima da média, Michael Haneke abusa dos cortes bruscos e das câmeras estáticas, além claro de criar cenas com a violência crua que somos espectadores diariamente. Numa delas, a mais forte com certeza, a personagem de Binoche leva uma escarrada no rosto de um delinqüente no metrô.

Curta o Museu do Cinema no facebook.

3 comentários:

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

O blog está muito interessante.
Bravo!
Cumprimentos cinéfilos!

O Falcão Maltês

Museu do Cinema disse...

Vlw Antonio!

cinefilapornatureza disse...

Não conhecia esse filme. Como disse no seu primeiro post dessa série, sou muito pouco familiarizada com a filmografia do Haneke.