17 fevereiro 2011

Parábola do Mês

Sabe qual o melhor roteiro de hollywood. Top Gun. É sobre a luta de um homem contra seu próprio homossexualismo. Você tem Maverick. Ele está no limite. Ele está bem no meio. E você tem Iceman e toda sua turma. Eles são gays. Eles representam os homens gays. E eles ficam dizendo, venha pro lado gay. Kelly McGillis é a parte heterossexual do filme, ela diz: “seja normal. Siga as regras.” E eles dizem: “Não. Siga o lado gay. Seja gay”. É o que acontece durante todo o filme. Então Maverick vai à casa de Kelly McGillis. Parece que vão transar, ele toma um banho. Não transam, ele pega a moto e vai embora. Ela diz: “Que porra é essa?” Na cena seguinte você a vê no elevador vestida como um homem. Ela está de boné, óculos de aviador e usando a mesma jaqueta que Iceman usa. Ela pensa: “É assim que vou ganhá-lo. Ele está indo pro lado gay. Preciso trazê-lo de volta do lado gay. Então vou me vestir como um homem. Mas no fim do filme é a batalha contra os MIG que foi quando ele passou pro lado gay. Eles são a força gay corajosa. E os gays estão dando um pau nos russos. Ai acaba e eles aterrisam. E o Iceman tentou pegar o Mavercik o filme todo. E finalmente ele consegue! E o que falam antes de se beijarem e abraçarem? Iceman chega pro Maverick e diz: “Cara, pode pilotar minha cauda quando quiser”. E Maverick responde: “E você a minha”.

* Extraída do filme Vem Dormir Comigo (1994) de Rory Kelly, narrado por Quentin Tarantino. Em DVD.

4 comentários:

Luana disse...

Olá, estou fazendo divulgação da ópera Carmen 3D que a Cinemark está trazendo com exclusividade para o Brasil em março e gostaria de enviar mais informações para o blog. É a primeira ópera filmada em 3D, numa montagem da Royal Opera House, de Londres, legendada em português. Caso tenha interesse, é só entrar em contato pelo email luanarocha[arroba]belemcom.com.br. Abcs!

cinefilapornatureza disse...

Sensacional, Cassiano!!!!

blogcineresenhas disse...

Sempre quis ver este filme, mas só o via em formato VHS. Quando decidi alugar, cadê a fita? Vou caça-lo, ainda mais agora que estou procurando por todos os filmes com Parker Posey.

pseudo-autor disse...

Essa cena já é considerada, por mim, uma das mais antológicas da história do cinema. Só o Tarantino mesmo!

Cultura na web:
http://culturaexmachina.blogspot.com