07 julho 2008

Regras do Brooklyn

Brooklyn Rules – Michael Corrente – 2007 (DVD)

Na escola católica ensinaram que Jesus morreu por nossos pecados. Com seu sangue Ele fez o sacrifício extremo. Dando sua vida.

Um erro recorrente ao se fazer um filme de máfia é o de usar o exemplo O Poderoso Chefão (1972) como referência. O clássico, e melhor filme da humanidade em qualquer lista que se preze, do escritor Mario Puzo talvez tenha fabricado um gênero, apesar da falta de características cinematográficas que o valha, mas, como acontece com o cinema norte-americano, o clichê excessivo, a glamurização e a falta de densidade às personagens acabam por transformar 8 em cada 10 produções do tema, bombas monstruosas.

Regras do Brooklyn pode se encaixar na lista dos 2 filmes que se safam. Ambientado durante o período de transição, e extrema violência, da família Gambino, uma das cinco organizações mafiosas de Nova Iorque, a película se vale do tema e das tradições para narrar a vida de 3 amigos de infância Michael (o não-ator Freddie Prinze Jr.), um malandro que quer se formar em direito, Carmine (Scott Caan – filho de James e mesmo estilo de interpretação), um malandro que quer se formar na máfia, e Bobby (o fraco e desconhecido Jerry Ferrara), um pão duro que quer casar e ser carteiro. Em comum a infância em colégio católico, e a vida no bairro controlado pelo mafioso Caesar (Alec Baldwin).

A amizade dos três será posta em cheque enquanto cada um tenta viver a sua vida. Michael enrolando na escola e atrás da colega Ellen (Mena Suvari), Carmine tentando mostrar-se apto à cosa nostra, e Bobby sem muitas ambições. Apesar do elenco beirando o ridículo, esse Prinze Jr. parece saído das aulas de teatro das escolinhas do ginásio, o diretor consegue dar ritmo ao excelente roteiro de Terence Winter, um dos roteiristas de Família Soprano (1999).

9 comentários:

Marcel Gois disse...

também não gosto muito do Jerry Ferrara, acompanho ele há 4 temporadas em Entourage, é de longe o mais fraco dos 5. Mas gostei da dica, vou tentar assistir quando der.

Vinícius P. disse...

O elenco é muito questionável mesmo, tanto que nem tive muita curiosidade de ver esse "Regras do Brooklyn" - mesmo com o argumento interessante e o Alec Baldwin.

Museu do Cinema disse...

Marcel, nem me lembrava dele em ENTOURAGE.

Vinicius, esse elenco até impressiona pela falta de qualidade.

Marcel Gois disse...

Cassiano, eu assisto Swingtown aqui no pc mesmo. Como você deve saber, a série é muito recente e não é exibida aqui no Brasil ainda. Eu encontro os episódios para baixar nessas comunidades do orkut.

Séries Links
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=35092817

Swingtown
http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=49191660

O conteúdo das duas é só para membros.

Abraço

Kamila disse...

Nossa, Cassiano, que elenco mais fraco para um filme que parece ser tão interessante. Isso mata a curiosidade que tenho em ver "Regras do Brooklyn".

Museu do Cinema disse...

Kamila, mesmo com esse elenco ruim, o filme ainda é bom, mas fica aquela coisa, poderia ser muito melhor.

Kamila disse...

Cassiano, você me convenceu. Se tiver a oportunidade de assistir "Regras do Brooklyn", então, conferirei o filme. Até porque gosto bastante de filmes de máfia.

Pedro Henrique disse...

E não é que o filme deu certo...

Ramon disse...

Eu não agüento filmes com os irmãos Baldwin. Só por isso ainda não conferi essa obra, que já me chamou atenção diversas vezes.

Com sua crítica positiva vou dar uma chance, apesar do "elenco beirando o ridículo" (que dor!).

Abs!