05 agosto 2007

O Rei da Comédia

The King of Comedy – Martin Scorsese – 1983 (DVD)

É melhor ser rei um dia que um tolo durante a vida”.

Esse é o filme mais subestimado de Scorsese, e é um grande filme, um dos melhores do cineasta dos grandes filmes, e mais uma parceria com Robert De Niro.

Rupert Pupkin (De Niro) vive um comediante em busca da fama. Persistente e abalado psicologicamente, o aspirante a astro se acha um talentoso show man, e vê no famoso Jerry Langford (Jerry Lewis), sua chance para alcançar o estrelato, passando a persegui-lo freneticamente para conseguir o que quer.

Lewis e De Niro travam um show de interpretação, o velho comediante está muito a vontade na pele do instável Langford, apesar de no inicio das filmagens não se adaptar ao estilo do cineasta trabalhar.

A trilha sonora está repleta de clássicos e canções especialmente selecionadas para o longa, como Come Rain or Come Shine, na voz de Ray Charles, Fly me to The Moon, na inconfundível voz de Sinatra, Swamp, do Talking Heads, Rainbow Sleeves, na bela voz da cantora Rickie Lee Jones e Wonderful Remark de Van Morrison, constante nas trilhas do diretor. Compre o filme aqui.

6 comentários:

Kamila disse...

Também nunca assisti a este filme e uma coisa que é interessante na carreira do Scorsese é o fato de ele gostar de trabalhar com os mesmos atores. Já vi que este foi o caso de Robert de Niro e seu atual queridinho Leonardo di Caprio.

Boa semana, Cassiano!

Alex Gonçalves disse...

Vi o filme para venda nas Lojas Americanas, mas prefiro fazer a busca nas locadoras. Talvez seja mesmo o mais subestimado. O público e os fãs do cineasta pouco mencionam a respeito da produção em "papos" a respeito da filmografia de Scorsese.

Museu do Cinema disse...

É sim Kamila, e o Di Caprio imita muito dos trejeitos do DeNiro para isso.

Alex, o filme tá por 14,90 na americanas, acho mais "negocio" do que as vezes aluga-lo por 6 reias.

Kamila disse...

Cassiano, o DiCaprio pode até imitar os trejeitos do De Niro, mas atuar como ele, ainda está longe de conseguir - apesar de ter mostrado progressos nos seus três últimos filmes.

Museu do Cinema disse...

Kamila, eu não sou tão bonzinho, para mim o único progresso que ele conseguiu foi ter namorado a Gisele.

Vinícius P. disse...

Mais um que não vi, aliás vi pouquíssimos dessa década de 80. Dizem que esse filme é mesmo subestimado - um filme com o De Niro sempre vale a pena...