21 janeiro 2007

Os Gângsteres

Gangster No 1 – Paul McGuigan – 2000 (DVD)

É obvio que o gangster sem nome (Malcolm McDowell velho e Paul Bettany jovem) tem vários problemas psicológicos, mas um deles não é muito comum na sua área de trabalho, é a obsessão pelo estilo do chefe. Tudo orquestrado pela excelente The Good Life, na voz de Neil Hannon. Inesquecível.

"1968. Eu estava jogando sinuca quando, de repente o Fat Charlie chegou. Não que fosse gordo, ele era magro. Ele tinha esse apelido porque sua mãe era gorda e também para diferenciar do Skinny Charlie. Este ficou gordo, mas era tarde demais para trocar. Bem, ele me disse: Vá ver o Freddie Mays. Cacete! O meu coração disparou! Freddie Mays. Freddie Mays, “O Açougueiro de Mayfair”. O cara era uma lenda! Ele tinha matado um tira em Bethnal Green e tinha escapado! Assim que se chegava ao topo: Mate um tira e vire manchete. Depois dessa, Freddie virou rei".
"Ele estava com aquele tropical cinza. Era um grande terno, corte imaculado! Italiano. Sempre de camisa branca. Sempre. Suas abotoaduras de rubi. Eu as adorava, adorava mesmo. Lindo relógio. Finíssimo, de ouro maciço. Superleve. Na Bond Street dois paus e meio".

Paul McGuigan é um nome a ser guardado na memória dos cinéfilos, com cinco filmes no currículo, o cineasta escocês tem talento. Os Gângsteres foi o filme que lhe deu visibilidade internacional, mas seu primeiro sucesso foi Acid House (1998), ainda não lançado no Brasil. Veja também Paixão a Flor da Pele (2004) e Xeque-Mate (2006), dois ótimos títulos.

Faça-me o favor!

16 comentários:

Alex Gonçalves disse...

Eu sempre vi o DVD do filme mais nunca tive interesse em alugar...
Nunca havia notado que era orquestrado por Paul McGuigan, mas Paixão à Flor da Pele não significa nada para mim (filme que não gostei). Sem dizer que Malcolm McDowell é o veterano que afundou no abismo cinematográfico, participando de filmes ridículos.

Museu do Cinema disse...

McDowell tem por trás dele a interpretação inesquecivel de Alex de Large, em Laranja Mecanica, o que apaga qualquer besteira q ele tenha feito depois, tem Caligula tb.

Veja esse filme Alex, a participação dele é até pequena, mas é um filmão!

Vinícius P. disse...

Adorei. Acho que foi o filme que revelou o Bettany, em grande performance. Os poucos momentos do McDowell são ótimos, especialmente quando ele fala olhando pra câmera. Também gostei do David Thewlis, um bom ator, mas que de tempos pra cá bem fazendo algumas bobagens.

Túlio Moreira disse...

Cassiano, acho muito interessante essas análises/ sugestões de filmes de gângsters que você faz, mas confesso que tenho um pouco de dificuldade para encontrar alguns deles nas locadoras aqui de Goiânia (infelizmente é mais fácil encontrar Xuxa e a Cidade perdida...)

abs!

Museu do Cinema disse...

Sim Vinicius, esse é o primeiro grande filme do Bettany e que o revelou de certa forma.

Museu do Cinema disse...

Realmente, nem todas as locadoras possuem esses dvds, mas procurando acho que encontra Túlio, o bom é que geralmente esses filmes são mais baratos.

Cristiana Soares disse...

Puxa, finalmente consegui chegar até aqui!! Havia tentado antes, mas o link do comentário que vc deixou lá no meu blog não me levava a lugar algum!

Eu e Carla nos encontramos pessoalmente, depois de uns meses de visita lá e cá. Comentei com ela a respeito da minha tentativa fracassada de chegar até seu blog.

Bom, agora que acabo de chegar, vou dar uma volta por aqui...

Não sem antes agradecer suas visitas e seus comentários simpáticos.

beijinhos

PS: Vamos nos linkar?

Museu do Cinema disse...

Seja bem vinda Cristiana, é um prazer recebe-la. Eu não sei o que houve para não conseguir ver meu endereço, é a segunda pessoa que me diz isso.

Kamila disse...

Só conheço dois filmes do Paul McGuigan: "Paixão à Flor da Pele" (que acho fraco) e "Xeque-Mate" (que acho ótimo). Me lembro que, da ocasião do lançamento deste último filme, você havia comentado a respeito das outras obras do diretor. Achei interessante a história do filme e vou ver se encontro nas locadoras daqui para que eu possa assistí-lo.

Túlio Moreira disse...

Esse Xeque-Mate é estrelado pelo Bruce Willis e o Ben Kingsley, não? Lembro-me de ter lido uma crítica muito positiva sobre o filme, acho que na Revista Época.

abs!

Otavio Almeida disse...

Rapaz, nunca soube desse filme... vou atrás dele na locadora em breve. Muito obrigado pela dica!

Abs!

Kamila disse...

Túlio, "Xeque-Mate" é esse filme mesmo que você está pensando.

Túlio Moreira disse...

Ok, Kamila! Ah, meu Deus, que vontade de não ter que terminar de assistir Capitão Sky e o mundo de amanhã! Por que fui locar esse dvd?

...

Museu do Cinema disse...

Kamila, vale a pena ver o filme. Se assemelha mais a Xeque-Mate.

Túlio, no post de Gangsteres tem o link para Xeque-Mate, sugiro que leia amigo.

Ola Otávio, aproveite a dica. Vale a pena a locação.

Anônimo disse...

ADOREI Xeque-mate! É um ótimo filme! Mas, ainda nãi vi nenhum outro de Paul McGuigan. :(

Beijo!

Museu do Cinema disse...

Sugiro que veja Carla, é um diretor de futuro.