27 janeiro 2012

Precisamos Falar Sobre Kevin

We Need to Talk About Kevin – Lynne Ramsay – 2011 (Cinemas)

Porque eu não entendi o contexto? Eu sou o contexto!

Quando eu comentei que Tilda Swinton não merecia ganhar o Oscar por sua interpretação em Conduta de Risco (2007), quase fui apedrejado. Exageros a parte, Precisamos Falar Sobre Kevin é a prova cabal. Aqui Tilda tem a melhor interpretação de sua carreira, uma espécie de Meryl Streep alternativa.

Travo um debate fervoroso sempre que comentam que o excelente Traffic (2001) não traz nenhuma solução para o combate as drogas. Como não? Ele é a resposta definitiva para enfrentar o problema, é só rever a cena final. Precisamos Falar Sobre Kevin, na minha opinião, contém a resposta para pararmos de criar psicopatas, é só observar a cena final.

A cineasta inglesa Lynne Ramsay constrói ou seria melhor desconstrói a história do casal Eva (Swinton) e Franklin (John C. Reilly). No inicio ficamos sabendo que alguma tragédia aconteceu, e no decorrer do filme vamos “investigando” através de curtos flashbacks. É o segundo filme da diretora, antes veio o pouco visto O Romance de Morvern Callar (2002), mas ela mostra uma competência e segurança que é bom ficarmos de olho nela.

2 comentários:

Kamila disse...

Estou ansiosíssima por esse filme, justamente para conferir dois pontos destacados em seu texto: a abordagem narrativa do tema central do longa e a atuação de Tilda Swinton.

Museu do Cinema disse...

Ela tá sensacional Kamila.