22 novembro 2011

Um Conto Chinês

Un Cuento Chino – Sebastian Borentzein – 2011 (Cinemas)

Um belo barco de madeira flutua parado nas calmas e esverdeadas águas de um rio. Dentro dele mais um casal se prepara para fazer o pedido tão comum entre pessoas apaixonadas. Tudo seria perfeito se a garota não fosse terrivelmente atropelada por uma vaca que caiu do céu.

A vida não faz sentido, é um grande absurdo.

Roberto (Ricardo Darin) é dono de uma loja de ferragens no subúrbio de Buenos Aires. É daqueles que contam os parafusos para saber se vieram quantos dizem na embalagem, e tem como hobby colecionar contos absurdos de jornais.

Um Conto Chinês é a prova de que o cinema argentino é alicerçado em boas histórias, roteiros estruturados e fortes, diretores e equipes competentes, e no único ator do país, Darin.

3 comentários:

Kamila disse...

Adorei a frase que você citou no meio do post. E filme argentino com Ricardo Darín é simplesmente imperdível! Certeza de qualidade. :)

Museu do Cinema disse...

E tem filme argentino sem ele Kamila?

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Parabéns pelo blog.
Cumprimentos cinéfilos!

O Falcão Maltês