16 junho 2010

Amores na Cidade

L’amore in Città (Tentativa de Suicídio) – Michelangelo Antonioni – 1953 (DVD)

O roteirista italiano, e um dos precursores do movimento neo-realista, Cesare Zavattini convidou os cineastas Federico Fellini, Alberto Lattuada, Carlo Lizzani, Francesco Maselli, Dino Risi e Michelangelo Antonioni, todos de alguma forma ligado ao movimento, para contarem uma história envolvendo amor na cidade Roma.

Antonioni aparece com o semi-documental segmento Tentativa de Suicídio, onde usa entrevistas com um grupo de pessoas que já tentaram tirar a própria vida por desilusões amorosas.

O grande mote de Amores na Cidade é o neo-realismo italiano, movimento que ganhava corpo e crescia no mundo. Apesar de Michelangelo Antonioni e Federico Fellini participarem do filme é notório que não são grandes nomes vinculados ao movimento. Os dois grandes diretores criaram um tipo de cinema que não se encaixam em rótulos ou estéticas cinematográficas, apesar disso fizeram do neo-realismo um aprendizado para suas carreiras, e é sensacional enxergar como isso tem uma influência enorme no trabalho e filmografia tanto de Fellini como de Antonioni. É como um pintor que desenvolve uma técnica nova, mas ainda utiliza-se de métodos que aprendeu outrora.É interessante observar as primeiras percepções de Michelangelo sobre a estética cinematográfica. Ainda insipiente, ele tinha dirigido na época apenas 3 longa-metragens, percebe-se sua preocupação com enquadramento e posicionamento de câmera.

As histórias foram retiradas de jornais e algumas personagens são interpretadas por pessoas que realmente viveram o fato. O filme nunca foi exibido no Brasil.

5 comentários:

cinefilapornatureza disse...

Que pena que esta obra nunca foi exibida no Brasil. O time de diretores é excelente.

Ramon disse...

Gostei da informação. O filme, como a Camila, bem disse, é muito difícil de encontrarmos.

Abs!

Camila Fink disse...

Quem quiser pode conferir em DVD, é difícil, mas dá para encontrar. Achei na biblioteca da faculdade. É uma experiência interessante ver diversos diretores como Carlo Lizzani, Dino Risi, Michelangelo Antonioni, Federico Fellini, Francesco Maselli, Cesare Zavattini e Alberto Lattuada trabalhando a partir de um mesmo tema. E ver como cada um o explora.

pseudo-autor disse...

Eu comprei o DVD desse filme (entre outras raridades) recentemente de uma locadora aqui perto de casa que fechou as portas. Épico!

Cultura? O lugar é aqui:
http://culturaexmachina.blogspot.com

Museu do Cinema disse...

Como já informaram aqui e está nas informações do post acima, o filme é facilmente encontrado nas melhores locadoras em dvd.