08 abril 2010

O Segredo de Seus Olhos

El Secreto de sus Ojos – Juan José Campanella – 2009 (Cinemas)

T E M O

Os olhos falam. Os olhos falam demais, melhor que se calem. Às vezes é melhor não olhar.

Baseado no livro La Pregunta de Sus Ojos de Eduardo Sacheri, a película peca um pouco no roteiro e direção, com algumas falhas gritantes que comentarei abaixo para quem viu, mesmo assim consegue ser um excelente filme, prender nossa atenção do inicio ao fim e ser um exemplo de história bem contada.

Juan José Campanella, diretor, produtor e editor da película, flerta novamente com o noir, como já havia feito no filme exportação Conspiração Sedutora (1997) com Aitana Sanchez Gijon, Denis Leary e Terence Stamp. Dessa vez ele situa o filme na sua Argentina, talvez o país que mais curta o gênero/movimento depois dos franceses. Campanella é o cineasta de mais sucesso entre nossos hermanos atualmente. O Filho da Noiva (2001) e Clube da Lua (2004) criaram bastante burburinho por aqui. O Segredo de Seus Olhos é a maior bilheteria da história do cinema argentino.

As pessoas podem mudar tudo: de cara, de casa, de família, namorada, religião, de Deus. Mas há uma coisa que não se pode mudar. Não se pode trocar de paixão.

Benjamín Espósito (Ricardo Darín – colaborador de longa data do cineasta) acaba de se aposentar como oficial de justiça e deseja escrever um romance. Para isso, ele retoma um caso de estupro que investigou há 25 anos juntamente com seu colega Sandoval (Guillermo Francella) e a juíza Irene Menéndez Hastings (a atriz e cantora portenha Soledad Villamil).

A trilha sonora merece destaque, muito bem feita pelos argentinos Federico Jusid e Emilio Kauderer. Agora vamos as falhas.

A primeira falha gritante é obviamente a ótima cena do plano sequência. É impossível encontrar alguém por foto no meio de um estádio entupido de gente, pode até ser feito, com uma fila após o jogo, porém nunca como foi mostrado. O outro erro é a direção pesada do cineasta para mostrar o romance dos protagonistas. Na primeira tomada já observa que existe um interesse entre os dois, o que só deveria ser percebido mais a frente, um pena, pois poderia criar uma história de amor ainda muito mais bonita.

2 comentários:

cinefilapornatureza disse...

Como disse no seu outro post, estou doida para conferir este filme. Adorei, aliás, a maneira como você estruturou seu texto. Falando dos elogios e mencionando também os defeitos.

sorriaeconcorde disse...

Bom dia, tudo bem?

Sou jornalista e faço parte da equipe de um grande portal que está sendo desenvolvido e será lançado nos próximos meses.

O portal se chama “ÉSEU” e será um guia de entretenimento e relacionamentos pessoais e profissionais. O conteúdo jornalístico do “ÉSEU” será dividido em matérias, dicas e notícias, que abordarão diversos assuntos, como: gastronomia, turismo, passeios, shows, arte e cultura, bares e baladas, moda e beleza, social e meio ambiente, entre outros.

Atualmente, buscamos blogueiros que possam escrever parar o portal. Lemos seu blog, e gostamos muito da maneira que você escreve e do conteúdo que é disponibilizado.

Gostaríamos de conversar mais com você, pois temos interesse em colocar, no portal, matérias, de sua autoria, sobre o conteúdo de cinema que vimos em seu blog.

Assim que possível, entre em contato comigo ppelo e-mail jornalismo@eseu.com.br ou, se preferir, envie seu telefone ou outra forma de contato para conversarmos mais a respeito.

Atenciosamente,

Carla Costa