30 setembro 2009

Diálogos

Esse é daqueles textos que a pessoa lê lembrando do ator que a interpretou. Esse diálogo (quase um mónologo em que Keanu Reeves vira um pequeno grão de areia) é a cara de Al Pacino, ele o disserta com óbvia satisfação, com o prazer vaidoso do intérprete. Afinal, vaidade é seu pecado favorito. Vamos a ele:
Escrito por Andrew Neiderdman (livro), Jonathan Lemkin e Tony Gilroy – O Advogado do Diabo – EUA (1997).
INT. COBERTURA DE JOHN MILTON. O DIABO, KEVIN LOMAX E CHRISTABELLA ANDREOLI.
John Milton:
Pra quem você carrega todos esses tijolos? Deus? É isso? Deus? Vou te falar, deixe-me lhe dar uma pequena informação confidencial sobre Deus. Deus adora olhar. Ele é um brincalhão. Pense bem. Ele dá ao Homem instintos. Ele lhe dá esse extraordinário dom, e depois o que Ele faz? Eu juro, pra Seu próprio divertimento, Sua própria comédia privada cósmica dos erros. Ele coloca regras contraditórias. É a piada de todos os tempos. Olhe, mas não toque. Toque, mas não prove. Prove, mas não engula. E enquanto você pula de um pé pro outro, o que Ele faz? Ele ri pra caralho! Ele é um escroto! Ele é sádico! Ele é um proprietário ausente! Adorar isso? Nunca!
Kevin Lomax:
“Melhor reinar no inferno do que servir no paraíso”, é isso?
John Milton:
Porque não? Eu estou aqui no chão com meu focinho desde que a coisa toda começou! Eu nutri cada sensação que o Homem foi inspirado a ter! Eu me preocupei com o que ele queria e nunca o julguei! Porque? Porque eu nunca o rejeitei, mesmo com todas as suas imperfeições! Eu sou um fã do Homem! Sou um humanista, talvez o último dos humanistas. Quem, em plena consciência Kevin, poderia negar que o século vinte foi inteiramente meu? Tudo disso ai, Kevin! Tudo disso. Meu.

11 comentários:

cinefilapornatureza disse...

"Advogado do Diabo" é o último bom filme do Al Pacino. Uma obra altamente interessante, com um jogo muito bom. ADORO!

brunocesargon disse...

Esse filme é sensacional, Amo!
Um dos filmes que eu mais gosto!

Quanto a esses diálogos/monólogos, SEMPRE que eu assisto Quatro Casamentos e Um Funeral meu olhos enchem d'água no discurso feito no velório! É Brilhante!

Bruno Gonçalves
http://blogfotogramadigital.blogspot.com

Vinícius P. disse...

Nunca vi esse filme...

Victor Nassar disse...

Cara, adoro esse filme! Instigante aos montes!

E esse diálogo aque realmente é foda!!!

Fotograma Digital disse...

Melhor filme sobre advogados ?

cinevita disse...

Este está na lista de pendências. Pacino é obrigatório.

cineresenhas disse...

Vi "Advogado do Diabo" quando era muito, muito novo. Só me recordo hoje em dia da cena que fecha o filme. Mas é um dos filmes que com toda certeza irei rever um dia. E Al Pacino é o rei dos monólogos. Este mês mesmo vou postar aquele de "O Mercador de Veneza".

Ramon disse...

Sensacional!
Depois dessa lembrança maravilhosa vou ser obrigado a comprar o DVD pra coleção.

Abs!

Ramon disse...

Ah, se me permites, vou procurar um vídeo com esta cena para colocar nas GRANDS FRASES DO CINEMA.
A frase será: "Quem, em plena consciência, poderia negar que o século vinte foi inteiramente meu?"

Abs!

Ramon disse...

Já fiz. Mas a frase que citei foi outra.

Abs!

Reinaldo Glioche disse...

Ótima escolha. Esse é, de fato, um grande momento de Al Pacino.
Parabéns pelo Blog. É ótimo. Adorei e virarei frequentador.
Abraço