21 julho 2009

Trama Internacional

The International – Tom Tykwer – 2009 (Cinemas)

Essa é a diferença entre a realidade e a ficção. A ficção tem que fazer sentido.

Inspirado no caso real do BCCI (Bank of Credit & Commerce International), que escandalizou o mundo nos anos 80 e 90, Trama Internacional não traz nada novo ao gênero, é lento e periférico, e suas cenas de ação se resumem a um tiroteio no Museu Guggenheim.

O agente da Interpol Salinger (Clive Owen – que precisa ter uma conversa séria com seu agente) se tornou um obcecado em investigar o IBBC (International Bank of Business and Credit), um instituição envolvida em trafico de armas. Ele conta com a ajuda da promotora nova iorquina Eleanor (Naomi Watts – que precisa demitir seu agente).

Se a ficção tem que fazer sentido, como diz a frase acima tirada da película, era melhor que a produção se concentrasse na realidade e no caso em que se inspira. No final das contas, Trama Internacional é só mais um filme de ação bobo e com milhões de cópias nas locadoras, inclusive protagonizadas pelos mesmos atores. Só espero que Tom Tykwer tenha feito o trabalho de tradução dos diálogos para o alemão de Inglourious Basterds, e não tenha interferido em nada. O filme tinha tudo para decolar, pôster e enredo que Hitchcock transformaria em clássico, mas nem todos são Hitch, que bom!

12 comentários:

Otavio Almeida disse...

Ainda não vi, mas também estou sem expectativas. E essa tradução nacional para o título deixa grande parte do público confuso com o clássico de Hitchcock.

Abs!

Alex Gonçalves disse...

Cassiano, como assim a Naomi Watts precisa demitir o agente dela? Ela fez uma penca de filmaço recentemente, inclusive "Senhores do Crime". E Hitchcock não é para tanto, não. Estou pegando a filmografia completa dele e tem uma penca de coisa somente regular. Gosto bastante do cinema de Tom Tykwer e é pelo seu nome na direção que verei "Trama Internacional".

pseudo-autor disse...

Gostei bastante por ter ido assistir sem expectativa. Gosto do Tykwer e mais uma vez ele deixou a sua mensagem. Quanto a comparar com Hitchcock: é um crime comparar qualquer um ao velho Hitch!

Museu do Cinema disse...

Alex, ela fez milhões de filmes recentemente e vc me cita Senhores do Crime? Quanto ao Hitch meu amigo, melhor vc ficar vendo Trama Internacional mesmo.

Pseudo, que mensagem subliminar foi essa q só vc viu? E leia de novo a comparação do Hitch!

Vinícius P. disse...

Mesmo sendo um filme de ação comum, quero conferir...

Marcus Vinícius disse...

Clive Owen é um puta ator, mas o filme tem a maior cara de pego-quando-sair-em-dvd.

Saudações tricolores!

Alex Gonçalves disse...

Cassiano, mas até se eu citar outros dá para ver que ela não precisa demitir de jeito nenhum o seu agente. Ela está em "Funny Games U.S.", "King Kong" e ainda deu voz em "Império dos Sonhos". Só não vi "O Despertar de Uma Paixão", que todos só falam maravilhas. E ela está trabalhando com o Woody Allen, Rodrigo García e vai contracenar pela terceira vez com o Sean Penn em um filme do Doug Liman.

E eu entendi a sua comparação com Hitchcock, que se dava tão bem em filmes de espionagem. Mas o que quero dizer é que dá a impressão que você desmerece o trabalho do Tykwer (que fez "Perfume", uma das mais fenomenais experiências que tive nos cinemas nos últimos anos) usando Hitchcock como se ele sempre acertasse em todos os seus filmes. E não é bem assim. Mas deixa eu ver o filme antes...

Anderson disse...

Queria ver esse filme pq disseram q as cenas de ação são ditadas pela arquitetura onde elas acontecem. Mas será q é tão ruim assim?

Ramon disse...

Adorei o filme.
Discorod plenamente da resenha. Tykwer matou a pau nesta obra.

Mas concordo que Intriga Internacional, do Hitch, é melhor.
Sensacional!

Abs!

Pedro Henrique disse...

Ainda não vi esse, mas tenho interesse, apesar de não esperar um grande thriler.

Abs!

Kamila disse...

Que pena que o filme não funcionou. Eu tinha expectativas em relação a ele, especialmente por causa dos nomes envolvidos.

Museu do Cinema disse...

Tá bom Alex, peguei um pouco pesado com a Naomi, talvez ela precise conversar com seu agente devido a King Kong, The Painted Veil, que inclusive ela tá feia, e aquela refilmagem de terror japones q nem sei o nome.