07 julho 2009

A Espiã

Zwartboek – Paul Verhoeven – 2006 (DVD)

Uma excursão visita um kibutz israelense. Uma turista reencontra uma amiga dando aula às crianças no local. A guia da excursão avisa que aquela parada será de apenas 15 minutos. Um tempo longuíssimo para as duas. Ao partir o marido da turista pergunta de onde ela conhece a amiga, e ela responde, da guerra.

Após 26 anos, o cineasta holandês Paul Verhoeven volta a filmar em sua língua natal. Olhando, investigadamente, sua filmografia, percebe-se um aguçado senso de estética cinematográfica, seja filmando um policial, RoboCop (1987), seja numa ficção, O Vingador do Futuro (1990), ou até no erótico, Showgirls (1995) e, vá lá, Instinto Selvagem (1992). O fato é que Verhoeven controla esteticamente muitos gêneros, e é isso que ele demonstra mais uma vez em A Espiã.

A película segue a vida de Rachel Stein (Carice van Houten) uma judia holandesa obrigada a mudar de nome e vida por causa do nazismo. Já loira e transformada em Ellis, ela passa a ajudar a resistência do seu país durante a II Guerra Mundial.

Com um roteiro rico em detalhes cinematográficos do gênero de filme de espião, ou seja, com muitas reviravoltas, conspirações, traições e suspenses crescentes, em nenhum momento o cineasta deixa transformar A Espiã em “mais uma película de espiões”. A ambientação, os atores e principalmente o timing perfeito de direção quebram qualquer clichê.

Paul Verhoeven e Gerard Soeteman tiveram a idéia do filme durante as filmagens de Soldado de Laranja (1977), e levaram cerca de 20 anos para finalizarem, muitos dos problemas era para centralizar a história numa personagem feminina.

8 comentários:

Caio disse...

Sensacional! O único problema são as "fórmulas mágicas" que o diretor vai apresentando no decorrer do enredo, aquele tipo de coincidência difícil de se engolir e que aparece muitas vezes na trama. Mas um grande, grande filme do holandês!

Vinícius P. disse...

Mesmo que tenha alguns problemas (confesso que achei tudo meio "genérico" às vezes), pode ser considerado o melhor filme do diretor em um longo tempo...

Otavio Almeida disse...

O Paul Verhoeven é muito bom e acertou a mão em A ESPIÃ - coisa que não fazia desde O VINGADOR DO FUTURO, de 1990.

Abs!

Museu do Cinema disse...

E Instinto Selvagem Otávio?

Otavio Almeida disse...

Hmm...

Otavio Almeida disse...

Na verdade, não gosto da cena final, que conta pra gente (ou sugere) aquilo que o pobre do Michael Douglas não sabe.

Caio disse...

Mwlhor trabalho em muito tempo mesmo! E Instinto Selvagem é top 10 da década de 90.

Alex Gonçalves disse...

Acho que vou assistir o filme este mês! Não que eu tenha visto tudo do Verhoeven, mas ele é um diretor sensacional! "O Vingador do Futuro" é um dos meus filmes favoritos do gênero. E se para o Caio "Instinto Selvagem" é top dez da década passada, para mim ele é top dez de sempre!