30 abril 2009

Sob Controle

Surveillance – Jennifer Chambers Lynch – 2008 (DVD)

Talento é herança genética? Faço essa pergunta para afirmar que na minha opinião é sim, talento é herdado, assim como olhos, cabelos e pressão alta.

Depois de um hiato de 15 anos, Jennifer Lynch, filha de David Lynch, retorna à cadeira de diretor com o suspense Sob Controle (devem existir mais de mil com esse título). Suspense talvez não seja o termo correto para encaixar a película. Alias, com dois filmes no currículo, Jennifer mostra que possui caligrafia cinematográfica singular, assim como seu pai. Suas obras não se rotulam facilmente, muito menos o fazem ficar indiferente. Encaixotando Helena (1993), seu début, é comentado por suas bizarrices e por Kim Basinger, mas duvido alguém não lembrar de cenas e de sua atmosfera. Enquanto que outras “obras” hollywoodianas enconfeitadas pela imprensa sai da memória assim que pisamos o pé no corredor de saída dos cinemas.

Jennifer sabe o que fazer por trás das câmeras, sua visão de direção de fotografia é mais apurada que a do seu progenitor, e sua criação é mais pop que a dele.

A trama é melhor saber pouco, vá por mim, aos poucos tudo vai ganhando forma. A cineasta nos coloca no meio de uma pequena cidade e, em doses homeopáticas, vai ilustrando um massacre na estrada.

Bill Pullman, numa interpretação elogiosa, e Julia Ormond, sensualíssima e despudorada são as atrações dos letreiros. A cena em que a personagem de Julia seduz uma das vítimas revela bem o lado erótico dos Lynch.

5 comentários:

Vinícius P. disse...

Um tanto curioso em relação a esse filme desde que passou por alguns festivais, especialmente por ser dirigido pela Jennifer Lynch.

Kamila disse...

O Alex gostou desse filme também. E agora leio sobre ele aqui. Talvez, valha uma conferida.

Bom feriado!

Rogerio disse...

Cassiano, eu vi o filme e achei muto original.A dramaticidade das cenas é muito boa, embora ache que alguns personagens tenham sido excessivamente satirizados.
Acho que podia ser um pouco mais serio o clima, mas tenho certeza que ela quis realmente mostrar isso em cena, entao é entendivel, sendo filha de quem é.

Museu do Cinema disse...

Concordo contigo Rogério, tem isso sim no filme!

Alex Gonçalves disse...

Cassiano, você tem razão. Posso dizer que "Encaixotando Helena" é um filme ruim que você mais consegue carregar em sua memória do que um razoável exemplar hollywoodiano. Como você sabe, eu adorei este "Sob Controle" e, desta vez, espero que não aconteça mais um intervalo de 15 anos para Lynch rodar mais um novo filme. E não vai mesmo, pois neste momento ela está finalizando um longa chamado "Hisss".