02 março 2009

Força Policial

Pride and Glory – Gavin O’Connor – 2008 (Cinemas)

Hollywood parece não querer enxergar que o público não consegue mais assistir clichês, tirando o Batman das Trevas, que veio com um marketing poderoso por trás, a maioria dos filmes que se utilizam de um gênero para repetir fórmulas que já foram de sucesso, naufragam nas bilheterias. Força Policial não será exceção, além de não trazer nada novo ao velho cinema policial norte-americano, o longa repete clichês com desavergonhada cara de pau.

O grande problema aqui é como o diretor quase estreante conseguiu reunir um elenco de notáveis num projeto destinado ao fracasso ou, na melhor das hipóteses, destinado a virar comparação com Os Donos da Noite (2007), esse sim um filme que tenta trazer algo original ao gênero que teve nos anos 70 seu ápice, e que é tipicamente estadunidense.

Talvez o nome de atração no projeto seja de Joe Carnahan, diretor do ótimo Narc (2002), uma película que desafiou os clichês do gênero. Carnahan resolveu cair de cabeça em Hollywood e abandonou sua criatividade e talento, se é que ele tinha mesmo, e decidiu se submeter ao estabelishment. Pride and Glory narra a história de uma família de policiais de Nova Iorque envolvida num crime depois de uma batida de rotina num ponto de vendas de drogas matar 6 colegas da corporação. Ray Tierney (Edward Norton) é encarregado de investigar o episódio dentro da equipe chefiada por seu irmão Francis (Noah Emmerich), que tem o cunhado Jimmy Eagan (Colin Farrell) como principal nome dentro do grupo.

9 comentários:

Ramon disse...

Verdade, o filme é mais do mesmo.
Mas como diversão despretensiosa até que funciona.
No entanto, estou começando a fica com pena do rumo que a carreira de Edward Norton está tomando. Mesmo que ele esteja atuando bem neste filme, me parece que suas escolhas mais recentes estão dimininuindo a importância de sua filmografia.

Abs!

Museu do Cinema disse...

Bem lembrado Ramon, o Edward tá jogando a carreira na lata do lixo!

Kamila disse...

Só quero assistir a este filme por causa do Edward Norton e odeio ler comentários como o Ramon dizendo que ele está jogando a carreira na lata do lixo!!! :-)

E li muitas comparações entre "Força Policial" e "Os Donos da Noite". Se o filme tiver a mesma qualidade do longa de James Gray (acho que não é o caso, pela leitura do seu texto), ficarei feliz.

Kau Oliveira disse...

A propaganda do filme diz "Se Tropa de Elite mostrou a corrupção na polícia brasileira, Força Policial mostrará na americana". Como não gosto NADA do nacional, fico com o pé atrás sobre este vindo de Hollywood.

E tb discordo de vcs. Edward é excelente ator e não acho que esteja jogando sua carreira no lixo. Fez O Incrível Hulk que, apesar de ser um blockbuster, é ótimo e o cara vai bem. Tb não entendo a birra que têm sobre seus trabalhos em O Ilusionista e O Despertar de Uma Paixão...

Claro que ele não fez nada do calibre de Clube da Luta, A Outra História Americana e As Duas Faces de Um Crime, mas tb não têm se jogado aos tubarões, vai...

Abs!

Otavio Almeida disse...

Ainda não vi o filme, mas o engraçado é que achei que o trailer aponta para o fantástico OS DONOS DA NOITE o tempo inteiro.

Abs!

Museu do Cinema disse...

Kamila e Kau, infelizmente sou obrigado a concordar com o Ramon, sinto que vcs querem passar a mão pela cabeça do ator, o próprio Kau apontou que ele não fez nada de valor após Clube da Luta, esqueceu de A Última Noite de Spike Lee, porém realmente nada de importância como era sua filmografia, repleta de filmões (CL, Larry Flynt, American X, Todo Mundo diz Eu te amo).

A crítica é nesse sentido!

Otavio Almeida disse...

Sim! A ÚLTIMA NOITE! Meu favorito do Spike Lee!

Kau Oliveira disse...

Não não, Cassiano. Eu nem sou fã do Norton. Só acho que ele não fez nada de comprometedor, entende?? Não atuou de forma impressionante como em trabalhos de início de carreira, mas tb não fez nada de vergonhoso atualmente. Ao menos pra mim, não.

Abs!

Museu do Cinema disse...

Bom Kau, se vc não considera Hulk vergonhoso...