25 fevereiro 2009

Comentários Oscar 2009

Um conselho? Quando o Oscar começar a influenciar suas escolhas de qualidade, comece a repensar seu nível de crítica. Serei mais elucidativo, esse ano, o cineasta vencedor do Oscar, Steven Soderbergh realizou uma pequena obra-prima local, chama-se Che (2008), e é dividido em duas partes. Para a população local, Cuba, o filme é mais que obrigatório. Ignorado completamente pela academia, nem eu acho que deveria ser indicado, a película é falada em sua língua original, ou seja, é em espanhol. O premiado pelo Oscar, Benicio Del Toro entrega uma versão visceral e espírita de Ernesto Che Guevara. Tanto Soderbergh quando Del Toro, que inclusive foi agraciado no festival de cannes por sua versão de alma do guerrilheiro, foram “esquecidos” pela academia. E eu quero pensar que se trata apenas de coincidências.

A foto que ilustra esse post nada tem a ver com a derrota do grande ator. O também grande ator (mostrando que é também um belíssimo ser humano), Sean Penn, tratou de passar uma borracha em cima desse crime, em seu discurso educado e visivelmente constrangido. Uma pena, o grande cineasta e soberbo ator não merecia passar por isso. Prêmio justo obviamente, talvez até escolhido a dedo para ser ‘a pessoa’ a fazer isso. Obrigado Sean Penn, estou muito orgulhoso de gostar de uma indústria sabendo que você faz parte dela.

Voltando a foto, ela retrata a manhã do fatídico domingo, quando Mickey Rourke, ao sair do hotel Four Season, em Beverly Hills, avistou o diretor Danny Boyle, o ator mostrou o dedo em gesto conhecidíssimo, para o diretor escocês. O ato significa a opinião de um cara honesto por conta da polêmica em torno do filme de Boyle, no qual o diretor teria pago quantias irrisórias a crianças carentes que integraram o elenco. Portanto meus amigos, o post abaixo não é de um padre no carnaval, é sim de um cinéfilo sincero cuja opiniões refletem seu sentimento puro, e será sempre assim nesse espaço.

8 comentários:

Rogerio disse...

é meu amigo, a derrota do Mickey e de Valsa com Bashir estragaram minha festa no Oscar.
Deixa pra lá... é mais confortante saber que foi parar nas maos de um cara bacana como o Sean Penn.

Mas, ao contrario de ti, achei justa a premiaçao de Slumdog.Era meu preferido entre os que concorriam.

Ramon disse...

Cassiano, não gostei de Che. Um filme muito manipulador, que prefere não tocar nas feridas éticas, conhecidas por todos, em relação ao guerrilheiro.
Sobre o Sean Penn, achei louvável o que ele fez, e não vi com olhos sarcásticos, não.
Não acredito nas manifestações contra Danny Boyle. O coitado foi vítima de um Oscar injusto. Se ele ganhou foi por ter competência no momento exato. Embora daqui há 5 anos Quem Quer Ser um Milionário? será lembrado como o novo Shakeaspeare Apaixonado.


Agora, sobre a injustiça do Oscar, concordo plenamente. Não deve mais ser referência para bons filmes. Tudo que lhe resta é lançar blockbusters. Nesse caso, deveriam ter indicado o Batman-Cavaleiro das Trevas para todos os grandes prêmios. Assim seriam mais coerentes.
Como diria James Hetfield: "Sad but true".

Abs!

Kamila disse...

Cassiano, e é por isso que admiro seus texto e o Museu do Cinema. Você tem suas opiniões, as expressa e nem assim deixa de respeitar as dos outros.

Kamila disse...

E o Oscar??? Fique com a frase de Billy Bob Thornton, acho que você irá gostar bastante dela:

"I keep up with the Oscars about as much as I do the Miss America pageant," he says. "I think it's just a dog and pony show. It's horseshit."

Otavio Almeida disse...

É... Nem sempre concordo com a Academia, mas desta vez... aconteceu. Ano passado, por exemplo, achei que queriam premiar uma "obra-prima", mas escolheram o filme errado. Pra mim, SANGUE NEGRO merecia. Enfim... Tem ano que a gente concorda. Tem ano que a gente discorda.

Justo é o Blog de Ouro!

Abs!

Sérgio Déda disse...

Bom... eu adorei a vitória de Slumdog Millionaire, era definitivamente meu favorito na lista e no ano.

Ah Cassiano, deixei um Meme pra vc lá no blog.

Abraços!

Denis Torres disse...

Cassiano, obrigado pelo link "são-paulino bambi". Não precisava, agora fiquei emocionado mesmo. Te agradeço do fundo do meu coração. Falando de futebol, vai perder gol assim lá na casa do chapéu!!! O time do chile deu muita sorte. E para mim esse Jonas é um jogador bem meia-boca. Abs!
PS.: E vê se pára com essa mania de perseguição, pois você acha que em todo lugar o dinheiro compra tudo e não é bem assim.

Museu do Cinema disse...

Ramon, leia novamente sobre a referência a CHE.

Kamila, não iria a tanto quanto o Billy Bob, mas as escolhas ultimamente tem sido shit sim. E as obras-primas vão ficando de lado.

Otávio, não concordo com a academia desde O Poderoso Chefão!

Denis, se iluda só! O dinheiro não compra tudo né? Mas para as outras coisas existe o mastercard!