28 janeiro 2009

O Acompanhante

The Walker – Paul Schrader – 2007 (DVD)

Mais conhecido como roteirista dos grandes filmes de Martin Scorsese Taxi Driver (1976), Touro Indomável (1980), A Última Tentação de Cristo (1988) e Vivendo no Limite (1999) – o norte-americano Paul Schrader, porém, não tem em sua filmografia como diretor, um grande sucesso. Talvez Gigôlo Americano (1980) com Richard Gere, se forçarmos muito. O fato é que seu trabalho por trás das câmeras soa limitado, sem arte, é quase um piloto automático.

O Acompanhante seria sua redenção, se seu currículo ainda fosse de principiante. O fato é que o filme é a melhor interpretação da carreira de Woody Harrelson, e olha que ele esteve perfeito em O Povo Versus Larry Flynt (1996), e a obra mais realista (seria a única?) sobre os bastidores da política de Washington, sob o olhar das esposas dos políticos.

Kristin Scott Thomas, enlouquecidamente e absurdamente esquecida pela academia este ano por Il y a Longtemps que Je T’aime (2008), (Melissa Leo? Só podem estar brincando) interpreta a infiel esposa do Senador Lockner (Willem Dafoe) que, encoberta pelo amigo e acompanhante de madames homossexual, Carter Page III (Harrelson), foi a primeira a encontrar o amante morto a facadas.

A película é bem dirigida e tem um ritmo acertado. Não traz nada novo, e está mais para a New Hollywood, do que para o momento atual do cinemão norte-americano, e ai é que está a grande técnica de Schrader, ele usa de todo seu conhecimento, porque fez parte desse movimento, para realizar um filme que tem toda a cara dos anos 70.

10 comentários:

Vinícius P. disse...

A Kristin Scott Thomas é maravilhosa, estou ansioso para conferir seus novos trabalhos...

E só uma pergunta: ainda teremos o Memorabilia?

Museu do Cinema disse...

Sim Vinicius, estou remodelando!

Kau Oliveira disse...

Cassiano, gosto muito de Woody e fiquei curioso em ver este filme. Dica anotada!! Abraços.

Alex Gonçalves disse...

Cassiano, eu detestei "O Acompanhante" e nem de longe acho o melhor desempenho de Woody Harrelson. Dos filmes de Schrader gosto demais de "Dominion: Prequel to the Exorcist" e de "A Marca da Pantera", mas esse filme é deprimente, especialmente no que se diz respeito ao ritmo morno da fita. Mas uma coisa é certa: que merda de esquecimento foi esse da Academia esse ano, chutando Kristin Scott Thomas da lista de finalistas?

Kamila disse...

Este é o tipo de história que eu gosto. Vou ver se consigo assistir ao filme.

Só não fique com raiva de Melissa Leo. Muita gente acredita que ela merecia DEMAIS ser indicada ao Oscar. E ela é uma boa atriz! :-)

Anônimo disse...

Como eu faço, pra comprar os filmes: uma mulher para dois de 1962 e nós que nos amavamos tanto em DVD??
me envie informação pelo email: avanir_lima@hotmail.com

Obrigada.

Museu do Cinema disse...

Alex, espero que seja brincadeira o que comentou! Exorcista? Acho q nem Schrader gosta!

Kamila, esse é o grande problema do Oscar, muita gente acreditar, pode até ser, mas de onde saiu essa Melissa? A Kristin é uma atriz conhecidissima, acredito muito mais!

Anônimo ou Avanir, esses filmes do mestre Scola já foram lançados em DVD, veja na 2001 video!

Pedro Henrique disse...

Achei médio. Nada de novo, como você bem disse. Mas tem Woody Harrelson e Kristin Scott Thomas!

Alex Gonçalves disse...

Engana-se, senhor Cassiano! Quem não gostou do filme foi o estúdio, vendo que eles queriam um prequel com "sustos fáceis". Você é quem deve estar de brincadeira!

Kamila disse...

Cassiano, a Melissa tem sido uma coadjuvante ilustre em filmes como "21 Gramas". Concordo que Kristin é mais conhecida e esperava que ela fosse indicada ao Oscar, mas acredito que ela foi prejudicada pelo ano excelente que muitas atrizes tiveram. Eram tantos nomes e performances boas brigando pelas cinco vagas ao Oscar de Melhor Atriz.