13 agosto 2008

XXY

XXY – Lucía Puenzo – 2007 (DVD)

Filha do cineasta portenho Luis Puenzo, esse é o début de Lucía como diretora. Já conhecida por seu trabalho como roteirista, Lucía Puenzo é uma das melhores promessas do cinema argentino. Sua capacidade em detalhar a personalidade de seus personagens e a de construir um filme ágil apesar do tema, é digna e merecedora de calorosos aplausos.

Alex (a excelente Inés Efron) é uma adolescente normal, por trás das roupas e medicamentos que usa. Nascida com ambos os sexos, ela luta permanentemente com a dualidade entre desejos e emoções masculinas e femininas. Sua família decide se mudar da metrópole Buenos Aires, para um vilarejo de praia no Uruguai, muito devido à condição da menina. A decisão é que Alex faça sua escolha.

Kraken (Ricardo Darín – que está em 99,9% das produções cinematográficas argentinas) é o pai de Alex. Biólogo marinho ele não sabe como proteger a filha do mundo, apesar da profissão de protetor dos animais. A visita do casal amigo, com o filho adolescente, quebra a barreira que Kraken tinha construído para Alex.
A película é baseada no conto Cinismo de Sergio Bizzio, marido da cineasta, e mostra que muitas vezes o papel humano é muito mais importante do que os ensinamentos médicos. A cena em que Kraken vai a procura de um homem num posto de gasolina é uma das mais importantes, e mais sutis.

11 comentários:

Ibertson Medeiros disse...

Já vi muitos comentários positivos sobre esse filme. Quero assistir depois. Cinema Argentino, dos que eu vi, gostei de todos.

Encontrei um arquivo DVD Rip do filme coreano do post passado: The Chaser.
Taí o link: http://sanblogsite.blogspot.com/2008/07/lanamentoo-perseguidor-chaser-2008.html

Sérgio Déda disse...

Confesso que eh um dos poucos comentários positivos que vi do filme, mas mesmo assim vou assistir..

vlws

Vinícius P. disse...

Já cansei da cara do Darín (justamente por esse motivo apontado por você), mas é um bom filme sim.

Kamila disse...

Sua opinião sobre "XXY" é bem diferente de uma que eu li recentemente e seu texto me faz lembrar o por quê de eu ter curiosidade em assistir ao filme.

Vulgo Dudu disse...

Fez bastante sucesso no festival internacional do ano passado. Deve ser bacana mesmo!

Abs!

Ramon disse...

Uhmm... já tinha visto a capa do filme por aí. Quando sobrar um tempinho, quem sabe eu confira. Só não vai ser prioridade.

Abs!

Pedro Henrique disse...

Achei XXY um filme extremamente rico, que trata de um tema delicado de maneira forte, viril. No mais, a fotografia triste, debruça o sofrimento e as angústias de uma família como a mostrada no filme. Além da câmera muito bem conduzida e do elenco afinado, XXY ainda tem um roteiro inteligente, que foge dos clichês.

Abraço!!!

Cecilia Barroso disse...

Achei o tema do filme muito interessante, mas ainda não pude conferí-lo. O seu texto me deixou ainda mais curiosa para conferir...

Beijão

Rogerio disse...

Quando lançaram esse filme, lembro que foi dito se um dos mais polemicos e propositalmente esquecidos para adisputa de Melhor Filme Estrangeiro de 2007.

Quero muito ve-lo. Espero encontrar nas locadoras daqui.

Abs e bom fim de semana Dudu.

Rogerio disse...

kkk, foi mal, te chamei de Dudu.
Abs Cassiano.

Museu do Cinema disse...

Dudu!?