06 agosto 2008

Pôster da Semana

Saiu o cartaz do novo filme de Oliver Stone, W, na verdade um teaser ainda. O filme narra a juventude até chegar a presidência do país mais poderoso do planeta de George W. Bush filho. No elenco Josh Brolin (a cara de George W. Bush), Elizabeth Banks (Laura Bush), James Cromwell (Bush pai), Ellen Burstyn (Barbara Bush), Ioan Gruffudd (Tony Blair), Thandie Newton (Condoleezza Rice), Rob Corddry (Ari Fleischer), Scott Glenn (Donald Rumsfeld), Jeffrey Wright (Colin Powell) e Richard Dreyfuss (Dick Cheney). O roteiro é de Stanley Weiser, que já havia trabalhado com Stone no clássico Wall Street - Poder e Cobiça (1987). A pleicula tem estréia marcada para 17 de outubro, nos EUA, duas semanas antes da eleição presidencial, em 4 de novembro.

9 comentários:

Pedro Henrique disse...

Quero muito ver esse filme. Ninguém melhor que Oliver Stone para discutir política no cinema.

Abraço e vamos disparar na liderança hoje!

Museu do Cinema disse...

Verdade Pedro, só o Oliver Stone mesmo para discutir politica norte-americana. Tô doido para ver W.

E dá-lhe Grêmio!

Kamila disse...

Cassiano, eu não gostei muito deste pôster. Acho que não cria expectativa alguma para "W". Gostei do trailer do filme, mas tenho ainda alguns problemas com a escalação do elenco. Não consigo ver alguns dos nomes interpretando seus respectivos personagens, como Ioan Gruffudd, Rob Corddry, Scott Glenn, Jeffrey Wright, Elizabeth Banks...

Museu do Cinema disse...

É mesmo Kamila! Nossa, eu penso exatamente o contrário, adorei o elenco e o poster obviamente.

Otavio Almeida disse...

Show, hein! Só não sei ainda o que esperar deste filme. Será que o Oliver Stone ainda tem fôlego?

Abs!

Vinícius P. disse...

Gostei muito do pôster, espero que o Stone retorne aos grandes trabalhos com esse "W". O elenco também é muito bom...

Rogerio disse...

Vai ser um cutucão proximo do estomago, nas eleiçoes.
Será que dessa vez os yankees acertam o voto?

Museu do Cinema disse...

Otávio, não duvido do fôlego do Stone, e é bom o cinema norte-americano rezar para ele ainda ter esse fôlego, pq é um dos últimos talentos vivos por lá.

Vinicius, tb aguardo essa virada.

Rogério, não sei se será desta vez, mas eles parecem muito conosco quando o assunto é eleição.

Ramon disse...

Ah, grande Stone! Só ele pra encarar uma dessas!
JFK e Nixon foram sensacionais. É gênero onde Stone se diferencie dos cineastas normais. E, é claro que em GUERRA também.

Falow!