04 março 2008

Parábola do Mês

Drenagem! Drenagem, Eli, seu menino. Drenagem seca. Eu lamento muito. Olha, se você tivesse um milkshake, e eu tivesse um milkshake, e eu tivesse um canudo. Aqui está, isso é um canudo, está enxergando? Você está vendo? E meu canudo atravessa tooooooooooooooooooooooooooooodo esse quarto, e começa a beber o seu milkshake.

Eu bebo seu milkshake.

Shuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuup. Eu bebo tudo!

* Extraída do filme Sangue Negro (2007), de Paul Thomas Anderson e interpretado por Daniel Day-Lewis. Disponível nos cinemas.

18 comentários:

Otavio Almeida disse...

I drink your milkshake! SHUUUUUUUUUUUUUUUP!! I drink it up!

Alex Gonçalves disse...

Cassiano, pelo visto você gostou muito, muito mesmo de "Sangue Negro"...

Bom, verei final de semana.
Ah, aluguei "O Homem Que Não Estava Lá"!

Abraço!

Museu do Cinema disse...

Alex, só há dois tipos de pessoas para Sangue Negro, os que adoram, e os que odeiam, eu tenho muita pena da segunda turma.

Se vc ver Sangue Negro e O Homem que não Estava Lá na mesma semana, serás um privilegiado.

Museu do Cinema disse...

Alias, para mim esse seria o Oscar de melhor filme pra os irmãos Coen, muito melhor que Uma Mente Brilhante.

Pedro Henrique disse...

O brilhantismo desse filme está em qualquer parte, só não vê isso, quem não quer.

Esse diálogo é demais....

É uma pena, pois, o reconhecimento de Paul Thomas como gênio, virá somente depois de mais uns 2 ou 3 "Sangues Negros".

Museu do Cinema disse...

Pedro, o problema será transforma-lo em gênio já velho, eu acho incrivel como PTA é reconhecido por cinéfilos, mas detratado por críticos. Alias, os grandes gênios do cinema mundial sempre foram mal compreendidos pelos críticos, que após morrer são idolatrados.

Kamila disse...

Cassiano, esses seus posts são uma verdadeira judiação com aqueles que ainda não assistiram "Sangue Negro". :-)

Museu do Cinema disse...

Desculpe Kamila, mas não tenho culpa e acho um absurdo vc ainda não ter tido a oportunidade de ver esse filme. PIRATARIA JÁ!

Pedro Henrique disse...

Concordo com você e acho também que a academia deve ter algum problema com jovens profissionais que são indicados ao Oscar logo nos seus primeiros trabalhos, pois nunca o premiam, parece que estão sempre premiando o passado, como fizeram com os irmãos Coen, quando já deveriam ter levado o Oscar por Fargo. Parece que eles estão sempre reparando erros do passado. O problema disso, é que quando eles acharem que determinado ator ou diretor merece levar a estatueta, poderá ser tarde...
Por exemplo, PTA pode nunca mais fazer um filme do nível de Sangue Negro, e daí, como eles vão consertar isso?

Ou pode ser que daqui alguns anos, PTA leve o prêmio por um trabalho não tão genial quanto There Will Be Blood.

Museu do Cinema disse...

Pois é Pedro, esse foi o tema do meu post sobre a festa do Oscar.

Pedro Henrique disse...

Como não li o seu post e não comentei lá, posso dizer que concordo plenamente com você.

Abraço!!!

Rogerio disse...

Putz, tem gente que nao curtiu Sangue Negro?

Marcus Vinícius disse...

Queria ver no cinema, mas não me aguentei e, com a volta dos links Brturbo, já tá na fila de downloads, hohoho.

Amigo, que você tá achando do Roger? Eu acho que a prova real será no GRenal, se ele realmente estará adaptado com esse estilo mais cisplatino de futebol. Até então, até que ele tá dando pro gasto, pra mal não serve.
Abraçoss!

Kamila disse...

Cassiano, foi isso que eu comentei no blog do Vinícius. Eles não têm um sistema de distribuição justo e ainda ficam reclamando da pirataria....

Otavio Almeida disse...

Cassiano, não sei se os críticos não reconhecem Paul Thomas Anderson. O problema é a indústria que não aceita o cara. Talvez só aceite quando ele ficar velhinho.

Ele vai ganhar um Oscar por um bom filme, mas não tão grande quanto SANGUE NEGRO.

Só de pensar que Kubrick e Hitchcock morreram sem Oscars... o que podemos dizer a respeito?

Abs!

Pedro Henrique disse...

Cassiano, você é de Porto Alegre?

Otavio Almeida disse...

Cassiano, escrevi no blog sobre RASTROS DE ÓDIO. Vc gosta desse John Ford? Abs!

Museu do Cinema disse...

Pedro, valeu. Sou de Salvador, mas um sortudo gremista!

Rogério, tem gente pra tudo nesse mundo.

Marcus, gostei do cisplatino, acho que ele reencontrou o futebol, afinal foi ele mesmo quem quis ir pro Grêmio.

Kamila, concordo plenamente, e viva a pirataria.

Otávio, acho que nesse caso PTA tá em ótima companhia, acho que não devemos tomar o Oscar como referência. Adoro o John Ford, mas nunca conseguir ver esse filme.