22 janeiro 2008

Ethan Coen: Livros

Depois de ter três contos de sua autoria publicados nas revistas Playboy, Vanity Fair e The New Yorker, Ethan Coen resolveu publicar Gates of Eden em 1999. Além dos 3, mais 11 contos foram escritos e adicionados no livro pelo genial cineasta.

Em 2001, Ethan Coen publicou seu primeiro livro de poesias chamado The Drunken Driver Has the Right of Way, algo do tipo O Motorista Bêbado têm direito de Passagem, aliás, os nomes que os Irmãos Coen usam já valem o ingresso. Esse já é sensacional, e que tal Oh Brother, Where Art Thou? Ou No Country for Old Men. O meu preferido é O Homem que não Estava Lá.

São 62 poemas requintados com o melhor do humor negro e da provocação com o leitor, elementos freqüentes em sua filmografia. Tentei traduzir o poema “Mr. Sands”, mas o resultado ficou tão ruim (traduzir poema é barra pesada), que segue abaixo ele original:

Mr. Sands

He had an accent, “Mr. Sands;”
Was fond of wearing four-in-hands (nó de gravata fino e elegante);
His friends, like him from parts unknown,
Wore four-in-hands much like his own.

They’d jabber loudly in his room
But mumly smile at lodgers whom
They’d genuflect past on the stair;
Some had soup stains on their neckwear.

Our Mr. Sands was neat at tea
But, finished, he’d rise instantly
And bow, adjusting his cravat,
Then fly up to his third-floor flat.

He puttered quite a bit up there.
He’d much the neatest facial hair
Of any roomer; we surmised
That that absorbed him, or his ties.

We left him to his own affairs
Until the bomb blew up upstairs.
We tie his ties now; Mr. Sands
Cannot knot knots, not having hands.

4 comentários:

Kamila disse...

Muito bom, Cassiano, esse poema que você colocou aqui.

Não sabia que, além de diretores, roteiristas, editores, os Coen ainda atacavam na área da Literatura.

Museu do Cinema disse...

Pois é Kamila, são multimidias!

Romeika disse...

Como Kamila, tb nao fazia a minima ideia do trabalho literario dos irmaos.. E haja criatividade. E sem duvida eles tem uns dos melhores titulos de filmes do mercado. Fiquei curiosa pra ler os contos.

Vinícius P. disse...

Nem sabia dessas publicações... Contudo, concordo que os títulos são para lá de interessantes, não só do livro, como de seus filmes também.