08 dezembro 2007

O Tempo que Resta

Le Temps qui Reste – François Ozón – 2005

O cineasta Ozón faz aqui seu filme menos ambicioso. O jovem Romain (Melvil Poupaud) é um famoso fotógrafo de moda. Homossexual, ele descobre que um câncer pode lhe matar em alguns meses. Acuado, ele resolve divulgar a notícia apenas a sua avó Laura (Jeanne Moreau), não por ela ter uma relação íntima com o neto, mas por Romain achar que pela idade, ela deve ter um sentimento mais real sobre a morte. O Tempo que Resta será os derradeiros dias do fotógrafo.

Além da direção, François Ozón escreveu o forte e denso roteiro. A presença da atriz Valeria Bruni Tedeschi, que já havia trabalhado com o cineasta em Amor em 5 Tempos (2004), como a garçonete Jany é o ponto de mudança da película. No primeiro encontro com Romain, a garçonete se mostra interessada nele. Casada e com problema de fertilidade do marido, Jany lhe faz a proposta de engravidá-la com o consentimento do esposo, aceita por Romain mais tarde.

O Tempo que Resta possui uma sensibilidade aguçada, uma discussão intensa e uma fotografia autoral de Jeanne Lapoirie, usando o antigo CinemaScope, que nos remete ao clássico Blow Up (1966) de Antonioni.

8 comentários:

Diário de Dois Cinéfilos disse...

Opa tudo bom?

vi que você faz parte da SBBC.. e eu tbm faço..

ainda não vi ao filme em questão..mas me pareceu bem interessante...

você se incomoda se eu te linkar?

Abraços

Museu do Cinema disse...

Não, em absoluto.

Vinícius P. disse...

Esse é o único filme do diretor que já vi, como tinha adiantado em outro post. Achei de uma sensibilidade única, uma história relativamente simples que se desenvolve de forma emocionante (o final é marcante e tem uma fotografia maravilhosa). Destaque para as atuações, não só do protagonista, como da Moreau.

Museu do Cinema disse...

Vale Vinicius!

Kamila disse...

Gostei da história do filme, Cassiano. Acho que deve ser uma daquelas obras que emocionam. Vou tentar encontrar por aqui.

Museu do Cinema disse...

Vale a pena Kamila, mas tenho uma má noticia, ele passou nos cinemas rapidamente, e em alguns poucos lugares, e ninguém sabe quando será e se será lançado em DVD, mandei um e-mail para a dona dos direitos, faz tanto tempo q nem lembro o nome, e eles nem me responderam.

Kamila disse...

Ah, que pena, Cassiano. Espero que o filme seja lançado em breve em DVD.

Rogerio disse...

Chegou em DVD, to com ele lá em casa. Depois comento aqui.