06 dezembro 2007

Amor em 5 tempos

5X2 Cinq Fois Deux – François Ozon – 2004 (DVD)

Cinco momentos na vida de um casal, Gilles (Stéphane Freiss) e Marion (a camaleônica atriz italiana Valeria Bruni-Tedeschi, de Munique (2005)) tentam descobrir o porquê de o relacionamento ter acabado. Narrados em desordem cronológica, o filme foi dividido em 5 partes: O divórcio, jantar com amigos, o nascimento do filho, o casamento e o começo do romance. Ou seja, François Ozón começa o romance do final.O Divórcio – Aparentemente, aquele casal não parece ter nada de errado para estarem se divorciando.

Jantar com amigos – O ambiente não é o melhor. Apesar da alegria, dos amigos, algo parece estar errado na vida daquele casal.Nascimento do filho – Um momento esperado. As primeiras contrações, e o sumiço do marido trancado dentro do carro pensativo.

Casamento – Uma belíssima festa, a lua-de-mel no hotel e temos uma primeira pista do final daquele casamento.O romance – Gilles está com a noiva Valérie (a bela Géraldine Pailhas) num paradisíaco hotel na praia quando encontra Marion. A facilidade de conversar, juntamente as coisas em comum criam uma amizade instantânea entre os dois.Na verdade a intenção do talentoso cineasta francês é o de mostrar como nasceu aquele relacionamento. A discussão aqui é a importância do começo de tudo. E é exatamente nesse estágio que o filme se fecha, “explicando” o divórcio do começo do filme. A edição, que não é inovadora, mas foi muito bem utilizada, é o grande trunfo nas mãos do diretor, é através da montagem que ele consegue transformar o roteiro. Além da ótima direção, o elenco parece se envolver com a história, o que a torna ainda mais perfeita, visto que o roteiro tem uma veracidade típica do cinema francês. É o meu filme preferido do cineasta.

10 comentários:

Vinícius P. disse...

Queria tanto ver esse filme, mas nunca encontrei por aqui. Dizem que a Valeria Bruni-Tedeschi tem uma excelente atuação, sem falar que é bem interessante a forma como a trama é apresentada.

Museu do Cinema disse...

Vinícius, garanto que as melhores locadoras terão uma cópia pelo menos.

Marfil disse...

Desde que vi esse filme, tenho um affair com a Bruna Tadeschi...Fetiche mesmo!

Museu do Cinema disse...

Já eu prefiro a Géraldine. Mas não dispensaria a Valeria.

Rogerio disse...

Poxa que bela obra!!
Como vc frisou, contar o filme de tras pra frente nao é novidade, mas pelo jeito Ozon fez isso com toque de leveza e coerencia nas montagens.
Preciso encontrar esse filme!!

Museu do Cinema disse...

Com certeza Rogério, a forma como Ozón conduz o filme é no minimo interessante, além claro de não esquecermos que se trata de um romance.

Romeika disse...

Cassiano, esse filme foi um dos meus favoritos em seu ano de estreia (no Brasil), como vc mesmo citou, a edicao nao eh inovadora, mas a intencao do cineasta eh das melhores. A historia eh envolvente e eh interessante ir descobrindo lentamente as pistas que indicam o porque do fim do casamento. Ah, e a atriz eh excelente, uma das melhores interpretacoes daquele ano tb.

Do Ozon, soh vi esse filme, alem de "8 Mulheres" (o meu favorito) e "Swimming Pool" (cujo final nunca compreendi, mas soh vi o filme uma vez).

Muito boa essa retrospectiva!

Kamila disse...

Sou louca para assistir a este filme, mas nunca sabia que ele tinha sido dirigido pelo Ozon. Vou correr atrás dele nas locadoras daqui.

Bom final de semana!

Museu do Cinema disse...

Obrigado Romeika, conselho, reveja Swimming Pool e procure os outros tb! Os filmes do Ozón são bastantes autorais.

Kamila, veja sim, vale muito a pena!

Ramon Scheidemantel disse...

Adorei a montagem. Vou tentar encontrar a obra nas locadoras.
Me lembrou a montagem do perturbador Irreversível.

Legal o post!