19 setembro 2007

Caixa Dois

Caixa Dois – Bruno Barreto – 2007 (DVD)
"Ah, boa essa, um presidente que não sabia de nada".

Se existe uma coisa no Brasil que sempre dá certo é a corrupção, nós temos o know-how da coisa, talvez não tenhamos inventado, mas com certeza o aprimoramos, aliás, como nosso futebol. E aqui mora o grande problema do filme. Num país onde a prática de caixa dois não só é permitida como é desculpa de ladrão, o futuro do longa da família monopolista Barreto é morto.

Baseado e adaptado livremente da peça teatral homônima do ator Juca de Oliveira, um grande sucesso de público, a película narra à falcatrua do banqueiro, Presidente do Banco Federal Dr. Luiz Fernando (Fúlvio Stefanini – se divertindo a beça e repetindo o papel que interpretou no teatro). Ele espera pelo depósito de um cheque no valor de R$ 50 milhões, o problema é arranjar um “laranja” para a operação, descoberta na secretária gostosa, Ângela (Giovanna Antonelli), que cobra um percentual pela operação. Seu braço-direito e formado em Harvard, Romeiro (Cássio Gabus Mendes) faz uma trapalhada e deposita o cheque numa conta de um terceiro, a humilde professora Angelina (Zezé Polessa), que coincidentemente é esposa de um funcionário do banco que Dr. Luiz Fernando acaba de demitir – juntamente a outros funcionários, o correto Roberto (Daniel Dantas), pai de Henrique, que coincidentemente é namorado de Ângela, a secretária boazuda.

Enquanto brincamos de tentar adivinhar quem vai ficar com a grana no final da película, fica a impressão de que tudo vai acabar em pizza (a rotina é fogo), o certo, porém é que o filme padeceu de um roteirista com mais experiência, quem sabe um senador.

8 comentários:

Alex Gonçalves disse...

Cassiano, não gostei de "Caixa Dois", mas o final do seu texto é uma das coisas mais brilhantes (e engraçadas) que já li, rs, rs, rs...

Museu do Cinema disse...

Só rindo Alex!

Ramon Scheidemantel disse...

Aé?? Pensei que fosse bom o filme.

Se não funcionou talvez seja porque comédias (é comédia, não?) são boas no teatro, mas no cinema é necessário de muito mais do que bons atores para fazer rir.

Kamila disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kamila disse...

Ai, eu gostei de "Caixa Dois". Achei um filme muito divertido e com a cara do Brasil. Infelizmente a gente começa a rir de nossa própria desgraça. É brincadeira!

Vinícius P. disse...

Não gostei muito desse filme. Apesar do argumento interessante, acho que se perde em meio a tantas reviravoltas e um elenco que não sustenta.

Museu do Cinema disse...

Ramon, o filme não funciona pq é batido, nem crime mais caixa dois é, pelo menos pro pessoal do governo.

Kamila, a gente gosta de rir sim da nossa desgraça, mas piada velha é fogo.

Vinicius, discordo do elenco, ele sustenta e muito!

Kamila disse...

Concordo com o Cassiano, Vinícius. O elenco do filme sustenta muito bem essa história, especialmente o Fulvio Stefanini, Cassio Gabus Mendes e Daniel Dantas.