25 março 2007

Scoop – O Grande Furo

Scoop – Woody Allen – 2006 (Cinemas)

Scarlett Johansson
Hugh Jackman
Ian McShane
Woody Allen

Dirigidos por
Woody Allen

Woody Allen é um sujeito muito bem humorado. Antes do sensacional Matchpoint (2005) a crítica batia pesado nele, só aliviou um pouco com a excelente comédia Dirigindo no Escuro (2002), quando ele começou a “brincar” com a crítica depois que disseram que ele estava cego (voltarei a esse assunto num próximo post). Scoop é a resposta de Allen aos críticos que decidiram que ele tinha mudado com seu longa anterior. E vai além, brinca também com o sensacionalismo de sua relação com a atriz Scarlett Johansson, que em Scoop – O Grande Furo, é uma Woody Allen de saias e maiô vermelho.

A estudante de jornalismo, Sondra Pransky (Scarlett Johansson) é convidada para participar do show de mágica do grande Splendini (Woody Allen), trancada numa caixa de madeira, ela conversa com o fantasma do renomado repórter morto, Joe Strombel (Ian McShane), que lhe dá o scoop (furo de reportagem) de sua carreira, a identidade do serial killer do tarô, o bilionário Peter Lyman (Hugh Jackman).

Há muito tempo não via uma comédia onde o público não parasse de rir durante toda a exibição do filme. Allen nos oferece diálogos carregados de humor e com uma inteligência que só ele é capaz de proporcionar. O estágio de Scarllet com o cineasta é a melhor coisa que poderia acontecer em sua carreira. E mais uma vez Woody Allen nos prova que toda a história pode ser dramática, (aqui um suspense ou policial) ou uma comédia, dependendo de sua metodologia, como ele tinha provado em Melinda, Melinda (2004).

“Você sempre vê o copo metade vazio!”
“Não, eu sempre vejo o copo metade cheio...de veneno!”

15 comentários:

Kamila disse...

Que fase ótima para você de filmes no cinema, Cassiano. "A Pele" e "Scoop" na mesma semana. :-)

Museu do Cinema disse...

Na verdade estou defasado Kamila, não vi Dreamgirls, Notas de um Escandalo e O Crocodilo, que queria muito ver, tem estreado muita coisa legal ao mesmo tempo e uma semana acaba sendo pouco para vê-los, depois tem semana q não aparece nada. Agora aqui nos cinemas tem 5 filmes para ver, vou ter que liberar alguns.

Marcus Vinícius disse...

Bah, se tu acha que tá defasado, imagine eu! Eu baixei o Scoop faz um tempinho já, mas ainda não vi (correria, correria). Crime inafiançavel, pois gosto muito do Allen.

Saudações tricolores! Abraço!

Vinícius P. disse...

Não entendo a rejeição que o filme teve perante a maior parte dos críticos, afinal é uma comédia bastante divertida. Allen é um gênio e de vez em quando erra, mas no caso de "Scoop" ele realizou um trabalho correto depois da obra-prima que foi "Match Point". "Melinda e Melinda" mostrava os dois lados de uma mesma história e, como você disse, a trama de "Scoop" cairia como uma luva num filme de suspense.

Até mais!

Museu do Cinema disse...

Valeu Marcus, veja rapidinho, sds tricolores.

Obrigado Vinícius, eu tb não entendo esses críticos não, o filme é para dar risada do ínicio ao fim e é ruim? Acho que eles esperavam ver um drama. Allen é mesmo um incompreendido da crítica.

Túlio Moreira disse...

Cassiano, também notei isso. Os espectadores não pararam de rir, foram à loucura (e eu fui junto, hehehehehe). Gostei desse filme tanto quanto gosto dos outros de Woody, e não achei Scoop em nenhum momento uma obra "menor" não.

abs!

Museu do Cinema disse...

Pois é Túlio, ai mais uma vez a minha teoria se renova, porque todos os críticos tem a mesma opinião sempre? Um bateu, todos batem!

O cinema não parava de rir, nem Borat conseguiu tanto.

Alex Gonçalves disse...

Achei o filme extraordinário! Sem exageros, a minha comédia predileta deste início de ano. Os diálogos bem escritos, as sequências bem montadas e pequenas surpresas no final demostram que Woody Allen é um dos melhores cineastas da história do cinema. Pena que não somos brindados todo o tempo com comédias deste estilo.

Carla Martins disse...

Um amiga viu o filme no sábado....e falou que é ótimo! Vou providenciar!

Beijo

Kamila disse...

Cassiano, eu queria estar defasada como você! :-)

Por aqui, os filmes que estrearam nas últimas semanas não valem nada...

Museu do Cinema disse...

Que bom Alex, concordo com vc, o Woody Allen é gênio!

Carla, vc tem então bons motivos para conferir esse filme.

Kamila, realmente deve ser muito ruim para vc. Enquanto o Brasil inteiro confere ótimos filmes, ai em Natal só chega as porcarias...

Túlio Moreira disse...

Com certeza, Cassiano. Sou totalmente a favor da crítica livre. Não é só porque Kleber Mendonça Filho adorou Apocalypto e o Festival de Mar del Plata deu menção especial ao filme O Maior Amor do Mundo que a gente precisa ir com essa (ou fugir dessa) onda.

abs!

Museu do Cinema disse...

Sim Túlio, mas o que vemos acontecendo é exatamente o contrário.

Otavio Almeida disse...

Adorei SCOOP, Cassiano! Escrevi lá no blog sobre ele. Infelizmente, vi o filme numa sala com cerca de 10 pessoas. Mas todo mundo ria.

Abs!

Museu do Cinema disse...

Legal Otávio, então temos mais um que adorou o filme, fico muito feliz em ver isso, pelo menos dos cinéfilos que conheço temos uma unanimidade.