22 março 2007

Concorrência Desleal

Concorrenza sleale – Ettore Scola – 2001 (DVD)

“2 de fevereiro de 1938, 16º ano da Era Fascista. Quando papai tinha 20 anos, mudou-se de Milão para Roma onde abriu nosso atual negócio, uma alfaiataria antiga, fundada pelo meu trisavô, que tinha meu nome: Pietro Melchiorri. Já a loja do Sr. Leone, o pai de Lele, deveria ser só um armarinho. Abriu há dois anos, isto é, quando o Sr. Leone saiu da loja de cortinas e estofados de seus irmãos e se estabeleceu aqui, grudado em nós”.

O Sr. Umberto Melchiori (Diego Abatantuono – excelente ator de Mediterrâneo - 1991) é o provedor de uma grande família, dono de uma alfaiataria, ele enxerga no seu vizinho de estabelecimento, o Sr. Leone DellaRocca (Sergio Castellitto), uma concorrência desleal, a que é mencionada no título do filme, devido ao fato do Sr. Leone não ser alfaiate, mas vender ternos prontos. Estamos no começo do preconceito contra os judeus, e esses dois homens nos mostrarão que a integridade pode provocar uma belíssima história de vida.

“Um tecido é o entrelaçamento de fios vegetais, como linho, cânhamo ou algodão, ou animais, como lã ou seda, ou ainda artificiais, como o raiom”.

O cinema italiano é dos meus preferidos. Scola é um nome que carrega uma enorme tradição por trás. O filme ainda tem a peculiar participação do francês Gérard Depardieu como um professor, cunhado do Sr. Umberto.

“L’esprit de l’escalier”. Os franceses chamam a resposta certa que vem tarde demais de “l’esprit de l’escalier”.

Outro grande destaque da película é a belíssima e originalíssima trilha sonora composta pelo músico Armando Trovajoli, um veterano colaborador de Ettore Scola.

“Não há o que fazer: os que tomam óleo de fígado de bacalhau juntos ficam amigos por toda a vida”.

2 comentários:

Túlio Moreira disse...

Mais um com cara de filmaço! Estou cada vez mais interessado em descobrir esse cineasta. Obrigado pela retrospectiva, Cassiano!

abs!

Museu do Cinema disse...

Eu é que agradeço a sua receptividade Túlio.

Olha, começar por esse filme a filmografia de Scola é arriscado demais, paixão na certa!