29 janeiro 2007

Spartacus

Spartacus – Stanley Kubrick – 1960 (DVD)

Depois da demissão de Anthony Mann, pelo produtor e ator principal do filme, o difícil Kirk Douglas, Kubrick foi chamado às pressas para dirigir Spartacus, mas também foi esse filme que fez Kubrick desistir de Hollywood e buscar refugio criativo em Londres.

Spartacus (Kirk Douglas) é um escravo do império romano, inconformado com o destino, ele luta diariamente para fugir, mesmo sendo impossível, então o que ele arranja mesmo são confusões, como o incidente com um soldado romano. Condenado a morte, ele é salvo pelo negociante de escravos e treinador de gladiadores, Lentulus Batiatus (o vencedor do Oscar Peter Ustinov).

Já Gladiador, ele se apaixona pela escrava Varinia (a bela Jean Simmons) que também desperta o interesse do patrício Marcus Licinius Crassus (Laurence Olivier). Depois de uma demonstração de luta em que quase é morto, Spartacus comanda uma rebelião dos gladiadores e passa a chefiar um exército de escravos para tomar o poder de Roma.

O filme ainda conta com uma participação de Tony Curtis, como um ex-empregado que se bandeia para o exercito escravo e fica amigo de Spartacus. Apesar de Stanley Kubrick pegar o barco andando, muitas de suas imagens e métodos estão presentes na película que traz um final nada hollywoodiano.

14 comentários:

Kamila disse...

Não assisti "Spartacus" ainda, mas tenho uma imagem muito forte do filme em minha memória: aquela que, geralmente, sempre passa nas transmissões do Oscar, em que todos os membros do exército se levantam falando a mesma frase ("I am Spartacus").

Otavio Almeida disse...

"I´m SPARTACUS!", "I'M SPARTACUS!", "I´M SPARTACUS!"... que momento glorioso do cinema... E acho que a cena termina com um close no Kirk Douglas emocionado... que mágica! Por momentos assim que eu não consigo apreciar algo como BABEL...

E aquele final então: "This is your son, Spartacus. He is free."

Gosto bastante do filme, mas o KUBRICK DE VERDADE pôde fazer o que desse na cabeça depois de SPARTACUS. Não é bem a cara dele, mas é um filmaço. Ali, a força da "palavra" (uma constante em seus filmes) aparecia como raridade dentro de uma superprodução cheia de cenários gigantescos e paisagens deslumbrantes.

Abs!

pedrita disse...

eu gosto muito de spartacus. beijos, pedrita

Museu do Cinema disse...

Puts Kamila, essa é uma das cenas memoraveis do filme, e de muita emoção pq ele nunca esperava aquilo. Veja o filme, vale a pena. Até para comparar com Gladiador, q vc deve ter visto.

Museu do Cinema disse...

Sim Otávio, eu diria que é uma megaprodução, por isso não combina muito com o gênio Kubrick, mas pode-se notar muitas caracteristicas de seu cinema.

Museu do Cinema disse...

Tb gosto muito de Spartacus Pedrita!

beijos.

Kamila disse...

Cassiano, o engraçado é que lendo seu texto sobre o filme eu vi logo uma semelhança com "Gladiador". Até li de novo para ver se o filme do Ridley Scott não era um plágio... :-)

Na Americanas, o DVD de "Spartacus" sempre está à venda naquelas promoções de R$ 19,90. Eu sempre pego o DVD do filme e, na hora de comprar, troco por outro. Vou ver se, da próxima vez, eu compro o DVD de "Spartacus" de vez.

Beijo.

Museu do Cinema disse...

Bom Kamila tem semelhanças sim, muitas, por 19,90 vale a pena com certeza.

Otavio Almeida disse...

Kamila, compre esse DVD!

Bjs!

Marcus Vinícius disse...

Bah, o único filme do Kubrick que eu não assisti é esse. Irei providencia-lo em breve. =]

Museu do Cinema disse...

Vale muito a pena Marcus.

Vinícius P. disse...

Bem, não assisti muitos filmes do Kubrick, mas sem dúvida "Spartacus" é um dos melhores (só perde para "2001" e "Laranja Mecânica"). Além da ótima técnica comum aos filmes do mestre, o roteiro tem alguns pontos brilhantes, como o próprio final.

Túlio Moreira disse...

Certa vez comprei a VHS do filme, mas como era fita dupla e só consegui encontrar a primeira parte, só assisti até a cena em que aquelas donzelas ficam observando os escravos. Com certeza tenho que adquirir o dvd o mais rápido possível para ver tudo.

abraço!

Anônimo disse...

"I´m Spartacus" com certeza foi uma das mais memoráveis frases do cinema. Mas eu colocaria em algum lugar também memorável a frase de Mhel Gibson, no filme "Coração Valente".
"Freedom"
Abraços a todos
Denise