08 janeiro 2007

avant-première

Ensaio sobre a CegueiraFernando Meirelles2008. Uma Co-produção Brasil/Canadá/Japão/Inglaterra, com roteiro do ator canadense Don McKellar, responsável pelo roteiro de O Violino Vermelho (1998), com Samuel L. Jackson, e baseado no best-seller mundial do prêmio Nobel de literatura, o escritor português, José Saramago.

Um motorista para num sinal fechado, e subitamente fica cego. Rapidamente, a epidemia se espalha. Uma mulher, esposa de um médico, passa a ser a única pessoa numa cidade a enxergar, onde inexplicavelmente toda a população fica cega, vendo coisas lindíssimas como o banho de chuva de algumas mulheres numa varanda, ou coisas horrorosas como um bando de cachorros devorando o corpo de um homem morto. O velho da venda preta, que antes da epidemia só enxergava com um olho, ouve no rádio noticias da epidemia, e passa a narrar o caos.

Será rodado parcialmente em São Paulo. O livro narra o colapso do mundo quando passamos a não enxergar. O livro é atemporal, as personagens não tem nomes, são identificadas ou pela profissão ou por características, o cineasta Fernando Meirelles tentou adquirir os direitos do livro há algum tempo, mas não conseguiu, porém o destino fez com que fosse escolhido diretor.

Este é um livro francamente terrível com o qual eu quero que o leitor sofra tanto como eu sofri ao escrevê-lo. Nele se descreve uma longa tortura. É um livro brutal e violento e é simultaneamente uma das experiências mais dolorosas da minha vida. São 300 páginas de constante aflição. Através da escrita, tentei dizer que não somos bons e que é preciso que tenhamos coragem para reconhecer isso”, disse o escritor José Saramago.
Compre o livro aqui.

17 comentários:

Kamila disse...

Não li e não conhecia a trama do livro. Achei muito interessante e vou ver se compro um exemplar para mim para que eu possa ler.

A trama do livro se parece muito com aquilo que o Fernando gosta de fazer. Espero que o roteiro que ele receba faça jus ao material que o originou e que ele consiga realizar mais um belo trabalho.

Já existe elenco escalado para este filme, Cassiano?

Museu do Cinema disse...

Não Kamila, nem elenco e nem roteiro ainda, que pelo livro vai ser de dificil adaptação, por enquanto dizem que o roteirista, o ator canadense, tem um papel no filme. E o Meirelles adiantou numa entrevista ao Estadão que pretende usar atores nacionais.

Museu do Cinema disse...

adicionei o link para compra, no lugar mais barato que encontei Kamila.

Anônimo disse...

Olá, Cassiano!

Claro que eu leio os comentários! Porque você disse que eu não estou lendo??? Deixei algum comentário seu sem resposta???

Fui em uma feira de livros na USP aqui em SP e comprei 6 livros para ler com preços ótimos.....estou no segundo deles. Mas já comprei Ensaio Sobre a Cegueira. Está na fila de leituras!!! E não vejo a hora de começar!

Beijo!

Museu do Cinema disse...

Oi Carla, o comentário foi sobre seu post de Tarantino.

Anônimo disse...

Claro que li seu comentário! E tinha certeza de havia respondido a ele... =(

Mas (antes tarde do que nunca), vamos lá: claro que li seu post sobre o Tarantino! Inclusive foi exatamente seu texto que me incentivou a rever dois de seus filmes antes do final de 2006! =)

Beijo!

Kamila disse...

Cassiano, obrigada por ter colocado o link para a compra do livro. Já está aqui na minha lista de compras. E vou acompanhar a escalação do elenco e espero que os atores brasileiros escolhidos pelo Fernando sejam bons atores.

Museu do Cinema disse...

Poxa Carla, obrigado, espero que minhas "sugestões" tenham rendido grandes momentos cinematograficos.

bj

Museu do Cinema disse...

Se tiver alguma novidade lhe informarei Kamila, faça o mesmo tb, pq sei que vc tá sempre bem informada.

Túlio Moreira disse...

Como disse num post no CK, Ensaio sobre a Cegueira é um puta material cinematográfico, basta o diretor passá-lo para a película sem maiores transtornos.

Kamila, compre o livro, porque é leitura de primeira.

Museu do Cinema disse...

Concordo Túlio, mas sem um diretor competente o "puta material cinematográfico" se perde rapidinho.

Acho também que o roteiro é essencial pela complexidade e caracteristicas de Saramago.

Kamila disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Kamila disse...

Túlio, não adianta de nada ter um baita material cinematográfico em um livro, se você não tem o diretor correto ou o roteiro correto nas mãos. Muitos livros bons foram adaptados de maneira terrível na grande tela. “Ensaio Sobre a Cegueira” começa bem, pois tem um ótimo diretor. Mas, de nada adianta ter o Meirelles se o roteiro não fizer jus ao material que o originou.

Museu do Cinema disse...

Assino em baixo Kamila!

Túlio Moreira disse...

É esperar pra ver no que vai dar!

Alex Gonçalves disse...

Fiquei curioso sobre este livro desde o momento que o Túlio postou a respeito da adaptação para os cinemas. Um dia provavelmente o comprarei. Agora só cruzo os dedos para que este filme de Meirelles dê certo e que Samuel L. Jackson se mostre bom ator.

Carla Martins disse...

Sou LOUCA pra ler esse livro. Assim que terminar Fahrenheit 11 de setembro (ótimo, por sinal!), compro esse.

beijo!