11 dezembro 2006

avant-première

Uranya – Costas Kapakas – 2006. Numa pequena vila Grega, no verão de 1969, um jovem quebra a perna caindo do muro do cinema tentando ver Brigitte Bardot nua. Indo para a cidade cuidar da perna, ele descobre a televisão, que passa sobre o evento da Apollo. Obcecado pela TV, ele tenta angariar dinheiro junto aos amigos para comprar uma, só que, durante a coleta financeira, a turma começa a pensar em destinar o dinheiro para outras causas, mais carnais, envolvendo a belíssima Ourania (Maria Grazia Cucinotta).

O filme, apesar do diretor, atores e falas gregas, tem muito do estilo italiano. A beleza da atriz siciliana Maria Grazia Cucinotta, do maravilhoso O Carteiro e o Poeta (1994) impressiona, e o enfoque da história parece girar em torno da passagem da adolescência para a juventude. O problema é saber se veremos por aqui.
Veja o trailer do filme clicando aqui.

14 comentários:

Túlio Moreira disse...

Se passar aqui em Goiânia, vai ser no Cine Cultura, porque duvido mesmo que entre para o circuito comercial. Parece ser uma belíssima história mesmo, e filmada por europeus e com europeus, tem lá seu charme especial.

abraço!

Museu do Cinema disse...

É torcer para chegar, eu estou já torcendo para sair em DVD, não acredito que vá pro cinema, mesmo nas salas de arte.

Kamila disse...

Como esse filme, certamente, nem passará nas salas de cinema daqui, deverei assisti-lo em DVD mesmo.

romeika disse...

Cassiano, duvido que este filme chegue aqui em Natal. Talvez a situação de cinema seja melhor pra mim em 2007 (vou pra Dinamarca dia 16/01 ^_^) Desses filmes do Bertolucci eu só vi "O Último Tango em Paris", "O Último Imperador", "Beleza Roubada", "Assédio" e "Os Sonhadores", o meu favorito.

A minha lista de cineastas mais relevantes (na minha singela opinião) é essa aqui, não sei se você já viu:

http://romeikafarias.sites.uol.com.br/blog/cineastas.html

P.S.:Morri de rir quando você disse que o nome do seu blog é uma referência ao nome do cinema em que Matthew, Theo e Isa se encontram (lollll, nem me lembrava do nome), jurava que era uma citação da cena do museu.. Um dia eu ainda atravesso o louvre daquele jeito... rsrsrs... ^_^

Museu do Cinema disse...

cuidado para não ser presa...

Museu do Cinema disse...

boa lista, tiraria uns 5 nomes apenas, mas tá ótima, bem eclética, nomes consagrados e nomes nem tanto, bastante cosmopolita.

romeika disse...

hehehe Tenho que arranjar dois outros loucos pra topar essa, sozinha eu não faço isso. Alguém aí se habilita? ^_^

Acho que você já tinha visto a minha lista, não? Tem um link naquele meu blog Secrets and Lies, que eu não uso mais.. Que nomes você tiraria? Eu sei que me precipitei com alguns cineastas (tem uns que ainda tem uma carreira muito verdinha, como o sueco Moodysson e tal) mas já ganharam o meu respeito. Eu poderia dividir a lista com "os meus cineastas-revelação favoritos" e "cineastas consagrados favoritos". Acho que hoje em dia o Del Toro entraria na primeira.

Museu do Cinema disse...

Bom, minha lista teria que ser grande, mas deixaria:
Alan Parker
Billy Wilder
David Fincher
Martin Scorsese (apesar de Os Infiltrados)
Quentin Tarantino
Steven Spielberg
Walter Salles (prefiro o Fernando Meirelles)
Woody Allen

Mas sua lista tá ótima Romeika, só o que vc mesma disse, alguns cineastas estão verdes demais apenas, mas isso não é ruim, afinal se pensarmos assim, o Meirelles tb é. Eu acho que 3 é um bom número para saber se temos um verdadeiro cineasta ou um bom diretor. Ah, faltou o Bertolucci hein.

romeika disse...

Essa lista é bem pessoal, Cassiano, acho que se fosse fazer uma lista dos cineastas relevantes para a sétima arte seria algo diferente, teria que fazer uma pesquisa e tudo. Bertolucci entraria na minha lista pessoal, mas por causa de "Os Sonhadores", um dos melhores filmes que já vi. Eu sou meio que obcecada por listas.
:) hehe

romeika disse...

Ah, e depois de "O Jardineiro Fiel" também penso que o Meirelles "superou" o Salles, que no geral tem uma filmografia mais "completa". Bem lembrado.

Túlio Moreira disse...

Minha lista nem sei se teria mais que cinco ou seis nomes:

Brian De Palma;
Alfred Hitchcock;
John Ford;
Stanley Kubrick;
Martin Scorsese;
Robert Altman.

Museu do Cinema disse...

Todas as listas são pessoais Romeika, mas gostaria muito de ver a sua completa.

Museu do Cinema disse...

Vc foi pelos clássicos Túlio, ai não tem errada, mas merece destaque Hitchcock e De Palma juntos, ou seja mestre e pupilo. A minha lista é tão grande que nem dá para fazer, mas uma boa amostra é a sala vip do meu blog.

Túlio Moreira disse...

Dos cineastas off-U.S.A., acho que destacaria Kurosawa, Kim Ki-duk e Michael Haneke.