30 agosto 2006

Obrigado por Fumar

Thank You for Smoking – Jason Reitman – 2005

“Hoje só europeus ou psicopatas fumam nos filmes”.

Eu não classificaria o filme como uma comédia. Mas se for, é uma comédia de humor negro. O estreante diretor em longa-metragens, filho do diretor Ivan Reitman – Os Caça-Fantasmas (1984), atira para todos os lados, mas não consegue acertar em nada. Sua história não diz a que veio e fica só a sensação de um grande argumento e total falta de talento na direção.

Nick Naylor (o excelente Aaron Eckehart) é um lobista das empresas de cigarros, que criaram uma organização denominada de estudos do efeito do tabaco. Seu trabalho consiste em defender o cigarro das campanhas negativas feitas pela mídia. Seus únicos amigos, Polly Bailey (Maria Bello) e Bobby Jay Bliss (David Koechner) são também dois lobistas das industria de bebidas alcoólicas e armas, respectivamente. Enquanto atrai a atenção da mídia, depois de participar de um programa com uma criança com câncer, Nick quer se aproximar do filho Joey (Cameron Bright – o “par” de Nicole Kidman em Reencarnação – 2004) e debater sobre o uso de imagens de caveiras nos maços de cigarro, que o Senador Ortolan Finistirre (William H. Macy) pretende implantar nos EUA.

No meio de todo esse furacão, a jornalista sensacionalista, Heather Holloway (Katie Holmes – que teve suas cenas de nudez cortadas pelo marido Tom Cruise) tem um caso com Naylor, o queridinho do patrão, Capitão (Robert Duvall), que o usa para entregar uma mala de dinheiro ao ex-cowboy da Marlboro, Lorne Lutch (Sam Elliot).

Baseado no livro homônimo do escritor Christopher Buckley, a publicação crítica a chamada “culture of spin”, algo como cultura da manipulação da informação, que aliás, são os melhores momentos do filme quando trata desse assunto. Se rendesse um filme melhor seria um tema muito apropriado para ser discutido em época de eleições principalmente.

5 comentários:

Túlio Moreira disse...

sim, eu classificaria com certeza esse filme como uma comédia - é só olhar o personagem de William H. Macy... Forte candidato a alguma categoria de merda no Oscar (como se isso significasse alguma coisa)...

Túlio Moreira disse...

P.S.: Qual seu nome e e-mail? Responder para sick.young@gmail.com Valeu!

Museu do Cinema disse...

Eu sou fã do William, mas não acho que será indicado a qualquer prêmio por esse filme e nem sua filmografia merece.

Túlio Moreira disse...

ainda não respondeu o segundo comentário...

Museu do Cinema disse...

Acabei de responder!