21 julho 2006

Jackie Brown

Jackie Brown – Quentin Tarantino – 1997

She’s Brown sugar and spice, but if you don’t treat her nice, she’ll put you on ice.

Uma grande homenagem aos filmes conhecidos como blaxploitation – filmes feitos por negros, dirigidos por negros e com temática da cultura negra. Jackie Brown é o primeiro, e até aqui único, filme de Tarantino a ter roteiro baseado em um livro e não ser uma idéia original do cineasta. E para tanto, ele buscou inspiração no livro "Rum Punch" do escritor norte-americano Elmore Leonard, conhecido por seu texto ágil e diálogos criativos, o escritor já teve outros livros adaptados para o cinema, The Gold Coast - O Preço da Ambição (1997) Out of Sight – Irresistível Paixão (1998) de Steven Soderbergh e Get Shoty – O Nome do Jogo (1995).

Em seu terceiro trabalho atrás das câmeras, Quentin Tarantino construiu um mosaico de histórias interligadas. Graças ao texto de Leonard, o filme ganha mais em vitalidade, sem perder a criatividade marcante da curta trajetória do cineasta. A mistura de uma “arte pretensamente nobre de outra mais indigna” está contida em todos os frames da película.

Pam Grier é Jackie Brown

Aeromoça de uma pequena companhia área mexicana, Brown trabalha paralelamente para um contrabandista de armas e sofre com a perseguição de dois agentes da policia federal.

Samuel L. Jackson é Ordell Robbie

Contrabandista de armas, Ordell recruta algumas funcionárias de pequenas cidades do país para fazer pequenos trabalhos de levar e ou entregar pacotes. Com um método de trabalho onde o erro pode significar a morte. Robbie enxerga em Beaumont Livingston (Chris Tucker) um grande problema a ser resolvido.

Robert Foster é Max Cherry

Dono da agência de fianças Cherry, Max é procurado por Ordell para pagar a fiança de Beaumont, que morre repentinamente. Com o dinheiro já pago, Ordell pede que Max transfira para a fiança de Jackie Brown, acusada de posse de drogas.

Bridget Fonda é Melanie

Loira, viciada, surfista, Melanie mora no apartamento de Ordell, com quem vive as turras. Seu trabalho é o de “entreter” os amigos de Ordell. É mais uma garota da equipe a trocar, entregar ou pegar sacolas.

Michael Keaton é Ray Nicolette

Agente de narcóticos da policia federal, Ray e seu parceiro Mark Dargus (Michael Bowen) estão atrás de Ordell Robbie, para isso sabem que precisam pegar Jacqueline Brown para que ela lhe traga Ordell. Nicolette reaparece em outro livro de Leonard, "Out of Sight", e Keaton volta a interpretar a mesma personagem no filme Irresistível Paixão (1998).

Robert De Niro é Louis

Ex-presidiário, Louis passa a ser recrutado por Ordell Robbie para fazer parte de sua equipe, calado e tímido, Louis é catequizado por Ordell para que não venha a ter problemas com ele, mas Louis pode ser um grande psicopata.

Algumas curiosidades:

Quando Jackie Brown, interpretada por Pam Grier, sai da prisão, a canção "Longtime Woman" é tocada ao fundo. Essa música foi cantada por Grier no filme The Big Doll House (1971), no momento em que a personagem principal da trama é presa.

Nos créditos finais, Tarantino faz um agradecimento especial para "Bert D'Angelo's Daughter" (among others – entre outros). Nos anos 70, Paul Sorvino estrelou na TV, um detetive na telessérie Bert D’Angelo’s/Superstar (1976). Foi uma citação para a filha real de Sorvino, e na época namorada do diretor, Mira Sorvino, que também aparece na película na cena de tribunal.

O ator Sid Haig, que interpreta o juiz da cena do julgamento de Jackie Brown, era um bandido no filme Foxy Brown (1974), que teve como protagonista Pam Grier. Alias, o nome Jackie Brown é um tributo a Foxy Brown, um dos filmes favoritos de Tarantino, dirigido por Jack Hill, grande homenageado desse filme, que também comandou Coffy (1973), outra película preferida por Quentin e que também foi estrelada por Pam. O filme serviu também para alguns cartazes, frases, como a do começo do post e a letra para o título do filme.

Na cena em que Ordell tenta convencer Beaumont a entrar na mala do carro, a câmera do diretor foi colocada dentro da mala; É o terceiro filme de Tarantino a ter cenas de porta-malas de carro, o que se repete em Kill Bill (2003).

Depois que Ordell é baleado e morto, a câmera aponta para sua cabeça e podemos ver Jackie, Max, e Ray olhando seu corpo.

Quando Melanie (Bridget Fonda) deitada no sofá, assisti TV, o filme que passa é o italiano La Belva col Mitra (1977) de Sergio Grieco, estrelado por Helmut Berger. A cena também serve para Tarantino mostrar os pés de sua atriz, hábito comum do cineasta.

As personagens Louis e Ordell apareceram pela primeira vez no livro “The Switch”, de Elmore Leonard. Quando tinha 15 anos, Tarantino foi preso por roubar um exemplar do livro. Em “The Switch”, Louis e Ordell seqüestram a esposa de um milionário e descobrem que o marido não a quer mais, argumento que foi usado em Ruthless People - Por Favor Matem minha Mulher (1986), com Danny DeVito e Bette Midler. No seu livro seguinte, "Rum Punch", Louis e Ordell reclamam que o produtor do filme roubou a idéia deles, sem mencionarem o nome da película.

O filme com perseguição de carro que Louis (Robert De Niro) e Melanie (Bridget Fonda) assistem enquanto fumam haxixe é Dirty Mary, Crazy Larry – Fuga Alucinada (1974), com Peter Fonda, pai de Bridget.

Universitária da UCLA, Pam Grier fez backing-vocal para o compositor e cantor Bobby Womack. “Across 110th Street” composição de 1972 de Womack é o tema principal de Jackie Brown.

2 comentários:

Túlio Moreira disse...

Inexplicavelmente, o filme não obteve sucesso. De qualquer forma, Pam Grier cantarolando "Across 110th Street" ao volante é o que se pode chamar de delírio cinematográfico.

Museu do Cinema disse...

Realmente Túlio, adorei o "delírio cinematográfico". E é inexplicavél mesmo a falta de sucesso do longa. É um belo filme!