27 julho 2006

avant-première

Grindhouse – Quentin Tarantino e Robert Rodriguez – 2007 (produção) – Dois médias metragens compõem o filme, o primeiro, já finalizado, Planet Terror é dirigido por Rodriguez e sua história é uma homenagem aos antigos filmes de zumbis, no elenco Quentin Tarantino, como um médico que implanta numa paciente um fuzil no lugar da sua perna esquerda, e o excelente Michael Parks. O segundo, de Tarantino, Death Proof, fala sobre um motorista serial killer que persegue suas vitimas a bordo de um carro, atropelando e matando. Kurt Russel viverá o assassino. No intervalo de um filme pro outro, alguns trailers falsos de filmes serão divulgados.

Desde já podemos esperar algo do tipo Um Drink no Inferno (1996), o filme que os dois cineastas fizeram em conjunto, Tarantino elaborou o roteiro e interpretou um papel no filme, enquanto Rodriguez dirigiu a película.

O termo Grindhouse é designado as salas de cinema norte-americanas especializadas em passar filmes “B”, recheados com muita violência, sexo e enredos bizarros como filmes de zumbi. Essas salas, famosas nos anos 70, também passavam produções fora dos padrões mainstream da industria cinematográfica como alguns filmes independentes ou produções estrangeiras a exemplo de filmes de Kung fu, o qual Tarantino é fã. Porém o prato principal das grindhouses são os filmes chamados exploitation.

Exploitation, segundo Ephraim Katz, no The International Film Encyclopedia (1979), “significa filmes com produções de baixo orçamento e pouca preocupação com a qualidade técnica ou artística, e que visa o lucro rápido e barato através da exploração de temas sensacionalistas”.

2 comentários:

Kamila disse...

Esse filme vai ser mais um experimento interessante para dois dos mais inventivos diretores de cinema da atualidade.

Cassiano, você sabe informar se as duas partes de "Grindhouse" serão produzidas no esquema do Robert Rodriguez (filmagens no estúdio dele e com o diretor centralizando todas as etapas de produção do filme)?

Museu do Cinema disse...

Realmente Kamila, vc usou o termo certo para os dois, inventivos.

Mas acho q o filme estará mais para Um Drink no Inferno do que para Sin City, por isso acho pouco provável Rodriguez usar seu estúdio. Mas, assumir "todas" as etapas da produção, com certeza. Afinal ele é sempre o editor e diretor de seus filmes.