18 junho 2006

As Loucuras de Dick e Jane

Fun with Dick and Jane – Dean Parisot – 2005

“É como meu avô sempre me dizia...”

Refilmagem da comédia, o clássico Adivinhe Quem Veio Para Roubar? (1977), com Jane Fonda e George Segal, e inspirado nos acontecimentos reais do escândalo da Enron.

Ver essa atualização mostra o quanto o filme de 1977 continua atual. A crítica social pode e foi muito bem atualizada e ainda ganhou “coincidências” reais, como o caso da Enron, acima citado e em George W. Bush, na cena antológica do filme Fahrenheit 9/11 (2004). As críticas do filme original não foram esquecidas, o consumismo norte-americano e o problema com os imigrantes ilegais, principalmente os “latinos”. Só foi deixado de lado o problemático relacionamento do casal Dick e Jane com os pais.

Dick Harper (Jim Carrey / George Segal) está para ser promovido na empresa onde trabalha e sua família começa a gastar por conta. Enquanto isso, seus chefes planejam dar um grande golpe na companhia levando-a a falência. Depois de passar algum tempo desempregado, o casal Dick e Jane (Téa Leoni / Jane Fonda) começam uma vida de assaltante para manter o padrão de vida.

Uma cena rara em filmes de comédia serve para mostrar um pouco do talento de Jim Carrey, quando ele, com os olhos cheios de lágrimas, assalta o antigo patrão no banco. Outra imperdível de Carrey está nos extras do DVD, na cena em que brinca com o colega e no final tasca-lhe um beijo na boca. Hilariante!

Atenção para o formulário de banco classificado como 'CRM-114'. Esta é uma referência sutil à filmografia de Stanley Kubrick (1928 – 1999), cujos filmes freqüentemente traziam esta mesma “senha”: o decodificador de Dr. Fantástico (1964); a licença do explorador espacial de 2001 – Uma Odisséia no Espaço (1968); o 'remédio' dado a Malcolm McDowell em Laranja Mecânica (1971) e o número do corredor, da sala e da gaveta em que se encontra o corpo da mulher misteriosa em De Olhos Bem Fechados (1999).
____________________________________________

Jim Carrey

O canadense James Carrey, 44 anos, começou a chamar a atenção do grande público no filme de Francis Ford Coppola, Peggy Sue – Seu passado a espera (1986). Mas o estrelato mesmo só chegou quase 10 anos depois, com o amalucado detetive de Ace Ventura (1994) e o mascarado feito de encomenda a Carrey em O Máscara (1994). A partir desses dois filmes, sua carreira decolou e caiu na graça do grande público sedento por bons comediantes. Veio a parceria com os irmãos Farrelly em Débi & Loide (1994), um papel de coadjuvante em Batman Forever (1995), a comédia cult The Cable Guy (1996) e o ótimo O Mentiroso (1997).

Aqui a carreira do até àquele momento, bom comediante, deu uma guinada. Carrey foi escalado para o papel do monitorado Truman Burbank, no excelente O Show de Truman (1998), de Peter Weir, foi através desse filme que o público passou a perceber Jim Carrey não só como um careteiro, mas um ótimo ator capaz de atuações contidas. Logo depois veio a afirmação final interpretando o colega Andy Kaufman, no inesquecível O Mundo de Andy (1999), de Milos Forman.

5 comentários:

Kamila disse...

Esse filme é ótimo! Uma das melhores comédias que vi neste ano! O veículo perfeito para Jim Carrey mostrar seu talento. E, finalmente, um filme em que Téa Leoni pode mostrar que é uma atriz competente.

Museu do Cinema disse...

Apesar de q, Téa Leoni, uma atriz bonita e competente, ainda tá devendo. Vc assistiu Adivinhe Quem Veio para Roubar?

Kamila disse...

Não assisti ao primeiro filme não. Só mesmo à refilmagem.

Museu do Cinema disse...

Se tiver oportunidade não deixe de assistir e compare os dois. É um excelente filme, e muito atual. Sem falar na interpretação, até sensual de Jane Fonda. Não tem ainda cópia em DVD, mas vale a pena pegar o VHS.

Anônimo disse...

como faço pra obter esse filme, é muito engraçado´vi faz muito tempo e não esqueci.claro que assisti o original,que é o que estou procurando.com a jane fonda.lili disse.