28 maio 2006

Palma de Ouro 2006

The wind that shakes the Barley - Ken Loach - 2006

A Palma de Ouro do Festival de Cannes de 2006 é do filme "The wind that shakes the barley", algo como “O Vento que balança a cevada”, do britânico Ken Loach.

O filme "Flandres", do francês Bruno Dumont, ganhou o Grande Prêmio do Júri, o mexicano Alejandro González Iñárritu obteve o prêmio de melhor direção por seu filme "Babel". O espanhool Pedro Almodóvar, que escreveu e dirigiu "Volver", levou o prêmio de melhor roteiro. Os atores do filme "Indígenas", do francês Rachid Buchareb, foram escolhidos para o prêmio coletivo de interpretação masculina e as atrizes de "Volver", de Pedro Almodóvar, levaram o prêmio coletivo de interpretação feminina. "Red road", ficou com o Prêmio do Júri.

O drama de guerra no começo do século XX na Irlanda, venceu os mais esperados “Babel” e “Volver” que arrancaram lágrimas e aplausos acalorados do público.

A película de Loach se passa na guerra civil irlandesa de 1922, onde as lutas pela independência da Irlanda chegou ao nível mais enraizado da sociedade e mostra como o povo se organizou para lutar contra os estrangeiros (britânicos) e suas regras opressivas. Damien (Cillian Murphy – de Vôo Noturno), seu irmão Teddy (Padraic Delaney) e um amigo, Dan (Liam Cunninghan) fazem parte do grupo denominado “Flying Columns” - Colunas Voadoras, do exército republicano irlandês. Eles abandonam seus lares para juntarem-se aos colunas numa campanha violenta contra os ingleses. Com músicas irlandesas, aliás o nome do filme é uma composição tradicional irlandesa da época dos eventos do filme, o som da gaita de folio, um som inconfundivelmente irlandês dá o tom dessa maravilhosa música.


2 comentários:

Kamila disse...

Acho que ninguém esperava que este filme fosse ganhar a Palma de Ouro. Eu estava apostando em "Volver" para o prêmio. A decepção do festival fica com "Marie-Antoinette", que não foi bem-recebido. Será que a Sofia Coppola vai fazer algumas modificações no filme depois de Cannes?

Museu do Cinema disse...

Duvido muito Kamila, Sofia na verdade defendeu o longa, que foi muito criticado em parte pela trilha sonora com canções atuais. Quanto a premiação de Ken Loach foi uma surpresa realmente, mas se vc for olhar os últimos vencedores, vai notar um tema mais "comercial" e portanto que o público vai ter mais vontade de assistir, igualmente a Volver que vc citou como sua aposta e Babel, outro filme bastante aplaudido no festival.