11 fevereiro 2006

Old Boy

不一定驴驴 – Chan-wook Park – 2003

“Se você ri, o mundo inteiro rirá com você, se você chorar, chorará sozinho”.

Baseado no mangá japonês “Oldboy” de Minegishi Nobuaki e Tsuchiya Garon, o filme foi agraciado com o Grand Prix, no festival de Cannes 2004, presidido por Quentin Tarantino. Algumas imagens do filme tem muito do estilo do cineasta estadunidense. A película faz parte da trilogia da vingança do diretor Chan-wook, a primeira parte Boksuneun naui geot, de 2002, e a terceira parte Chinjeolhan geumjassi, de 2005. Dono de uma estética invejável, Chan-wook imprime, desde o inicio, uma busca por respostas, que só será revelado no final.

Oh Dae-su (Min-sik Choi), no dia do aniversário de 3 anos de sua filha, é preso num quarto com uma TV, e uma pessoa que deixa comida regularmente num buraco na porta. Sem saber o porque, e muito menos por quem, ele passa o tempo escrevendo, vendo TV, sendo drogado e hipnotizado, e tentando imaginar as pessoas que poderiam fazer aquilo com ele. Ao sair da “prisão”, 15 anos depois, Dae-su é acusado de matar sua esposa. Agora, sua única preocupação, é descobrir quem está por trás disso e vingar-se.
Aprendiz de Akira Kurosawa, o sul coreano Chan-wook, preza pela imagem, pela estética e por uma bela colocação da câmera. Autor também do roteiro, a sensação é de profundo respeito à inteligência do espectador. Nada é aleatório e o raciocínio lógico é explorado em alguns momentos. O final é surpreendente!


Então vamos às pistas:
1 - Oh Dae-su, é trancafiado no quarto, depois de sair da prisão, preso por alcoolismo e vandalismo.
2 - Ele some no momento em que seu amigo conversa, num telefone público, com sua filha que faz aniversário.

“Seja uma pedra ou um grão de areia, na água afundam do mesmo jeito”.

Um comentário:

Antônio José disse...

Depois que li o post fui correndo alugar o filme e adorei, pena que não se pode contar o final do filme!