13 dezembro 2005

Família Soprano

The Sopranos – David Chase – 1999 (DVD)

Uma das principais intenções da série da HBO – Família Soprano, é a de ser realista. E, logo na primeira temporada, os produtores viram seu resultado estampado nos jornais quando dois mafiosos foram pegos pelo FBI numa conversa, grampeada, em que discutiam o teor da série, incriminando-os em determinados momentos. Mas Família Soprano vai além do fato de ser realista. Pela primeira vez o trabalho de um psicólogo é mostrado sem caricaturas, e a vida de um mafioso sem o glamour hollywodiano.

Tony Soprano (James Gandolfini - sensacional) divide-se em duas famílias, com a esposa e os filhos ele é retrógrado, moralista e disciplinador, enquanto que com a “famiglia” da máfia é um líder avançado, descentralizador e eficiente. Sua ida ao psicólogo seria impossível para um homem como ele. Além de ser um conhecido mafioso, fama vinda dos noticiários, sua característica é de um homem rude que resolve sempre seus problemas da maneira mais comum, a violência. Mas, procurar um psicólogo torna-se necessário, quando passa a ter desmaios e nenhuma doença é constatada. É dessa premissa que nasce uma conexão entre Tony e nós, espectadores. Aprendemos, junto a Dra Melfi (Lorraine Bracco), a conhecê-lo e ver semelhanças no seu comportamento. Soprano bebe da fonte de todos os grandes filmes da máfia, mas é original mostrando o que nenhum outro teve interesse ou tempo, que aqui não só é usado, como também explorado, a partir do momento em que David Chase, principal nome por trás da série, decidiu fazer de Família Soprano uma telessérie como ela é e não como um filme. Alias, um fato interessante é que nunca ouviu-se comentários sobre a possibilidade de transformá-lo em filme.

A parte da psicologia da trama é como ir a terapia. Não só entramos no mundo das descobertas psicológicas de uma pessoa, como vamos estudando as personalidade, os sonhos, e o estranho amor de Tony por bichos. Família Soprano é um belíssimo filho de Twin Peaks (1990).
1ª Temporada

Enquanto vamos conhecendo as personagens, a trama vai pegando forma. Nessa primeira temporada tudo se concentra no drama de Tony Soprano em conciliar sua vida familiar e a chefia da máfia, enquanto luta contra seu tio Corrado “Junior” Soprano (o maravilhoso cantor e ator Dominic Chianese de O Poderoso Chefão II), que não aceita o sobrinho lhe dando ordens, sua mãe, uma eterna briga, e sua psiquiatra, que ouve suas histórias e tenta, inutilmente, fazê-lo enxergar sua dura realidade. Seus filhos, o pré-adolescente rebelde e mimado, Anthony Jr. (Robert Iler), e a adolescente Meadow (Jamie-Lynn Sigler) fútil e egocêntrica. Sua esposa, Carmela (Edie Falco) tenta de todas as maneiras “converter” Tony, através do Padre Intintola (Paul Schulze) com quem tem um affair religioso, ou como a própria Carmela define, “um sopro de sexualidade”. Seu amigo e dono do restaurante Vesúvio, Artie Bucco (John Ventimiglia) descobre quem estava por trás do incêndio que destruiu seu estabelecimento.
2ª Temporada

Sumido, um dos capos de Tony, Salvatore 'Big Pussy' Bonpensiero (Vincent Pastore) reaparece, Tony tenta ajeitar os negócios que chefia, que aos olhos da policia e principalmente do tio estão sob seu comando, depois da morte do capo de tutti capi, Jackie Aprile (Michael Rispoli). É nessa temporada também que acontece o melhor episódio até agora, na minha opinião, Commendatori, onde Tony, seu sobrinho Christopher Moltisanti (Michael Imperioli – o menino que levou um tiro no pé de Joe Pesci em Os Bons Companheiros) e Paulie (Tony Sirico) vão até a Itália resolver problemas da receptação de carros roubados com a máfia local, chefiada pela belíssima Annalisa (Sofia Milos). O episódio termina com a canção Com Te Partiró, interpretada inesquecivelmente pela privilegiada voz de Andréa Boccelli, e que você ouve aqui.
3ª Temporada

A morte real da atriz Nancy Marchand, no final de segunda temporada pegou os atores e os produtores da série de surpresa, mas não os roteiristas, Lívia Soprano (a excelente Nancy Marchand) protagonizou o melhor papel de sua carreira. A relação de mãe e filho, dela com Tony, muitas vezes beirou a insanidade, o amor, e até o ódio. Mas foi de uma crescente realidade poucas vezes vista na história do cinema.

4ª Temporada

Como se já não fosse pouco seus problemas, Tony Soprano agora tem de aturar o metido e nada confiável Ralph Cifaretto (Joe Pantoliano), porque se casou com sua irmã, a problemática Janice (Aida Turturro, prima de John). Suas namoradas começam a lhe trazer problemas, principalmente Irina (a bela e talentosa ucraniana Oksana Lada), mesmo assim, Tony ainda arranja tempo para mais uma, Valentina (Leslie Bega), ex-namorada de seu cunhado. E sua esposa, Carmela, flerta com o segurança do marido, o italiano Furio Giunta (Frederico Castelluccio).

5 ª Temporada

Separados, Tony e Carmela tentam viver suas vidas. A filha mais velha, uma universitária, mora em Nova Iorque, o filho, está com a cabeça em outras coisas, seu tio, senil e doente, vive numa prisão domiciliar, de onde só pode sair para ir a funerais. O relacionamento de sua irmã com Bobby Bacala (Steven R. Schirripa), começa a dar problemas. Sua psicóloga, a única pessoa que conseguia lhe mostrar a realidade, mesmo que inutilmente, não aceita mais lhe atender, depois de ter sido assediada por Tony. Todos seus atos das temporadas anteriores o levaram a essa situação, e agora ele tenta reverter. Seu primo e amigo, Tony Blundetto (Steve Buscemi) sai da prisão mudado, e Tony acha que tem uma grande divida com ele, por um problema do passado. Seu sobrinho, Christopher, cheio de problemas com drogas e sua noiva, Adrianna La Cerva (Drea De Matteo), que a policia tenta recrutar como informante, completam a extensa lista de problemas a resolver.6ª Temporada

A última temporada da saga da Família Soprano vem definir toda uma tragédia anunciada. O chefão Tony Soprano nem sempre foi um monstro, pelo contrário, aprendemos a admirá-lo e torcer por ele, mas seu temperamento e principalmente as pessoas que o cercam contribuíram para que tudo chegasse a isso. Suas “famílias” sempre foram claras em colocar o dinheiro acima de tudo. Na temporada anterior tudo fica claro numa conversa entre Tony e Carmela depois da separação. O fato é que, mesmo aos amigos mais próximos, tudo sempre foi e será uma questão de negócios.

A série pode ser vista na HBO, saiu também em DVD, as caixas com as 5 primeiras temporadas. Algumas locadoras disponibilizam para aluguel. Visite o site oficial aqui.

Um comentário:

Anônimo disse...

Na minha opinião este seriado só perde para anos incríveis. Realmente é muito bom. Só tem um problema....quando você assistir filmes de mafiosos terá a impressão de que é muito mal feito, porque o seriado é muito bem detalhista e muito bem feito.
Parabéns pelo blog!!!