02 novembro 2005

Acerto Final

The Crossing Guard – Sean Penn – 1995

Há algum tempo Sean Penn alcançou a maturidade, não só em sua vida pessoal, como nos filmes em que representa, produz ou dirige. Depois de quebrar quartos de hotéis, brigar semanalmente com a ex-mulher Madonna, e bater em fotógrafos, hoje, ele aparece com notícias como, Sean Penn vai ao Iraque conversar com soldados, ou ainda quando tenta resgatar sobreviventes do furacão em Nova Orleans ou ainda explicando a educação de seus filhos, com a atriz Robin Wright Penn, baseado no diálogo e nunca recorrendo a violência.

Lembrado em sua estréia como o amalucado estudante que pede uma pizza em sala de aula, no filme "Picardias Estudantis". Suas escolhas vem se tornando cada vez mais corretas e maduras, tanto que o Oscar, que já vinha sendo anunciado desde “O Pagamento Final” de Brian De Palma, se rendeu ao seu talento premiando o ator em 2004 por “Sobre Meninos e Lobos” o belíssimo filme de Clint Eastwood.

Mas, sua maior prova de maturidade são os 3 filmes que dirigiu. Primeiro “Unidos pelo Sangue” (1991). O filme, inspirado na letra da canção Highway Patrolman, de Bruce Springsteen, presença constante em suas obras, conta a história de dois irmãos bastante opostos, enquanto Frank Roberts (Viggo Mortensen) não enxerga nada de bom em nada, nem ninguém, levando conseqüentemente, uma vida anti-social e de violência. Joe Roberts (David Morse) é um pai de família amoroso e dedicado. Trabalhando como policial, Joe acha que pode reverter a vida do irmão.

Seu segundo longa metragem, Acerto Final é um belo drama centrado em Freddy Gale (Jack Nicholson), um pai que perdeu a filha pequena, morta num atropelamento por um motorista bêbado, John Booth (David Morse). Libertado, depois de cumprir sua pena, Booth tenta retomar sua vida, apesar da culpa que carrega. Enquanto que Freddy só pensa numa coisa desde a morte de sua filha - vingança.

The crossing guard, é como é chamado o policial que fica na frente das escolas ajudando e parando o trânsito para as crianças atravessarem a rua.

Nenhum comentário: