23 agosto 2005

Nem Tudo é o que Parece

Layer Cake – Matthew Vaughn – 2005 (DVD)

“Para ser um bom negociador é fundamental ser um bom intermediário.”

Layer Cake, ou seja, bolo de camadas, é uma metáfora para os diferentes níveis da sociedade britânica, como explica seu diretor, Matthew Vaughn, mais conhecido como produtor dos filmes Snatch e Jogos, Trapaças e dois canos fumegantes, ambos de Guy Ritchie. O filme é uma adaptação do próprio autor do livro homônimo de JJ Connoly.

A 1ª camada. O traficante londrino sem nome (Daniel Craig, de Estrada para Perdição) é um sujeito muito bem vestido, educado e não carrega uma arma. Para ele seu negócio é como qualquer um outro, só que não legalizado, para isso ele montou uma imobiliária, para enganar o fisco, aliás, como era o modus operandi da máfia siciliana em Nova Iorque. Mas sua intenção é abandonar tudo e viver legalmente assim como Al Pacino em O Poderoso Chefão III, mas será seu trabalho mais difícil.

“Logo quando eu pensava que estava fora, eles (máfia) me trazem para dentro.”
O Poderoso Chefão III

2ª camada. Jimmy Price (Kenneth Cranham), um milionário, chefe do nosso traficante sem nome. Ele deseja que faça dois serviços antes da aposentadoria, o primeiro comprar um enorme carregamento de ecstasy de Duke (Jamie Foreman), um sujeito nervoso demais para os negócios e o segundo encontrar a filha desaparecida de um amigo, o poderoso Eddie Temple (Michael Gambon. Harry Potter), uma universitária que fugiu com o namorado drogado.

“Lembre-se que um dia todo o negócio de drogas será legítimo.”

3ª e última camada. Tammy (Sienna Miller, de Alfie) a namorada do sobrinho de Duke que flerta com nosso personagem sem nome.


Nada é o que Parece.

Nenhum comentário: