08 maio 2019

Happy End

Happy End -  Michael Haneke - 2017

Na câmera de segurança de uma obra, vemos uma encosta cair. É o gatilho para o inicio da reunião da família Laurent, donos da empresa que tocava a construção.

O patriarca Georges Laurent (Jean-Louis Trintignant) é um octogenário que não tem mais pretensões na vida, e pensa diariamente em suicídio.

Anne (Isabelle Huppert) é a filha mais velha, e CEO da empresa. Pierre (Franz Rogowski) é seu filho, era o responsável pela obra que teve o acidente, sofre com problemas de alcoolismo.

Thomas Laurent (Mathieu Kassovitz) é o outro filho. Não liga muito para a empresa, mas está de volta porque seu casamento acabou, e ainda vive atormentado pela filha pré-adolescente Ève (Fantine Harduin), que precisa cuidar, mas não tem a menor ideia de como faz isso.

Criado o núcleo central do filme, Michael Haneke começa a elaborar seu jogo que envolve psicanálise,  relações familiares, e redes sociais.

O ator Jean-Louis Trintignant volta a trabalhar com o cineasta austríaco, alias, ele só trabalha agora, já que tá aposentado, com o diretor. É também a 4ª colaboração de Huppert e Haneke.

Nenhum comentário: